BOOKS || O Mar sem Estrelas (Erin Morgenstren)

Autor: Erin Morgenstren
Tradutor: Isadora Propero
Editora: Morro Branco
Série: Não
Temas: Fantasia, Romance, Jovem-Adulto, Magia
Quando Zachary Ezra Rawlins descobre um misterioso livro escondido na biblioteca de sua universidade, isso o leva a uma busca como nenhuma outra. Em meio a suas inebriantes narrativas sobre prisioneiros apaixonados e cidades perdidas, ele se depara com algo impossível: uma história de sua própria infância.
Determinado a obter respostas que este livro sem título ou autor se recusa a prover, Zachary deve seguir as únicas pistas que encontra na capa – uma abelha, uma chave e uma espada. Em seu caminho, surgem duas pessoas que mudarão o curso de sua vida: Mirabel, uma impetuosa pintora de cabelos cor-de-rosa, e Dorian, um belo e enigmático homem descalço.
Navegando por bailes de máscaras e sociedades secretas, este é só o início de uma missão que o levará a um estranho labirinto subterrâneo, às margens do Mar Sem Estrelas. Um mundo maravilhoso de túneis sinuosos, cidades perdidas, amantes eternos e histórias a serem preservadas, custe o que custar…

>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<

"Há um pirata no porão.”

RESENHA<<<

Confesso que quando peguei esse livro e fiz a ligação que era a mesma autora de “Circo da Noite”, fiquei com o pé atrás, pois apesar de achar legal, não achei que valeu o hype na época e esse aqui, seguiu o mesmo caminho. A autora curte uma fantasia diferente, com algumas coisas bem interessantes, porém, tem um momento que a coisa se torna confusa demais e acaba sendo mal resolvido o final, o que me deixou um pouco decepcionada.

A história tem uma mistura de contos com uma ‘história’ e ao tentar uni-los, senti que foi bem problemático, principalmente quando chegamos no final, alguns momentos senti que ela deu uma explicação mais fácil para finalizar a história. Acredito que se ela fizesse diversos contos ou mini histórias se passando no Mar Sem Estrelas teria sido muito melhor.

De maneira geral, a leitura não é fluida, parece confuso, tem umas referencias que é preciso estar sempre ligado para pegar e na maioria do tempo, a sensação é que a história não está indo para lugar nenhum. Ou simplesmente o personagem do Zach era chato. Pois as outras partes e contos (prefiro chamar assim), eram mais interessantes e me prendiam.

Não é um livro ruim, mas esperava mais, talvez se fosse um pouco mais curto ou que se aprofundasse mais em determinados assuntos. As vezes há descrições exageradas de coisas que já entendemos nas 3/ 4 primeiras linhas e outros momentos que falta mais detalhes para podermos entender.

Vi como favorito para muitos, mas a verdade é que muita gente também não entendeu o livro (se vale dar 5 estrelas + favorito para um livro que a gente não entendeu, eu deixo cada um decidir). Voltando ao Circo e a resenha que fiz anos atrás, reclamei mais ou menos das mesmas coisas, ou seja, esse é um jeito da autora escrever e os mesmos questionamentos foram feitos.

Dito isso, falo que a ideia geral é bem diferente, mas a execução ficou a desejar. Não acho que você vai sair decepcionado (a não ser que coloque muita expectativa), mas se prepare para momentos confusos durante a leitura.

Share:

0 comentários