BOOKS || Pássaro & Serpente (Shelby Mahurin)

Autor: Shelby Mahurin
Tradutor: Glenda d’Oliveira
Editora: Verus
Série: Sim, livro 1 (série Pássaro & Serpente)
Temas: Fantasia, Romance, Jovem-Adulto, Magia
Juntos como um só, para amar, honrar ou queimar. Pássaro e serpente é o primeiro livro de uma trilogia deslumbrante que une bruxaria, fantasia, perigos e um amor proibido. A pré-venda acompanha um lindo pingente de serpente e um marcador de páginas. Há dois anos, Louise le Blanc precisou fugir de seu clã e se escondeu na cidade de Cesarina, deixando para trás toda a magia e vivendo de tudo que pudesse roubar.
No entanto, a cidade é cheia de perigos e mistérios para alguém como ela. Na região, caçadores da Igreja caminham pela cidade, venerados como verdadeiros homens santos. E o arcebispo, o rigoroso patriarca da Igreja, parece ser violento. Lá, bruxas como Lou são temidas, caçadas... e, então, queimadas. Reid Diggory vive sua vida com base em um versículo: não permitirás que uma bruxa viva. Fanático caçador de bruxas para a igreja, Reid dedicou toda sua vida erradicando o ocultismo e fazendo com que o arcebispo da cidade, seu pai, ficasse orgulhoso de suas ações.
Mas quando chega o momento e a oportunidade de capturar uma bruxa, um ladrão o engana e seu alvo consegue escapar. Com a intenção de levá-la a julgamento, Reid acredita que ela não escapará novamente. Mas quando Lou dá um golpe perverso e o engana outra vez, em um escândalo público, os dois são forçados a uma situação inimaginável: o casamento. O casamento com um caçador poderia proporcionar uma proteção verdadeira às bruxas – se Lou conseguisse convencê-lo de que não é uma.
No entanto, à medida que o tempo passa, seu segredo se torna cada vez mais difícil de ser mantido escondido. Apesar do perigo que Reid representa à sua sobrevivência, complexos sentimentos de Lou por Reid começam, lentamente, a nascer. Incapaz de mudar o que realmente é, Lou precisará fazer uma escolha.

>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<

"Há algo sinistro em um corpo tocado por magia.”

RESENHA<<<

Mais um livro cheio de hype, onde eu acho que vale a leitura, mas faltou muita coisa para ter esse hype todo. Ou será que a gente escuta/lê tantas coisas maravilhosas que acha que o livro é mais do que é de fato?

A premissa da Bruxa e do Caçador é interessante. Mas faltou construção mais detalhada em alguns momentos, principalmente no final onde tudo foi meio jogado para favorecer os protagonistas, a base é boa, mas poderia ter sido mais desenvolvida e até metade do livro a gente só sente a protagonista chata demais e muito, muito irritante. O que pode dificultar se apegar nela. Ela tem umas tiradas engraçadas, mas muitas vezes soa forçada.

O lance das bruxas (os diferentes covens, se formos chamar assim) faltou mais explicação, afinal se tudo foi baseado em bruxas e maldições, é o tipo de coisa que as pessoas sabem desde pequenas, tipo boca a boca. Mas isso fica muito em segundo plano, até chegar a hora de mostrar tudo e resolver os problemas, resultando em situações mal resolvidas e rápidas para chegar ao fim da história, mas como é uma série, então é um ‘gancho’ para o próximo livro.

Uma coisa que eu não consegui entender foi o monte de palavras soltas em francês (frases, ditados), em nenhum momento a gente tem uma descrição que diga algo como ‘viemos da França’. A autora não fez muita questão de desenvolver onde eles vivem ou mapas ou conceito de cidade/época que se passa a história. Como falam de Igreja e caça às bruxas, a gente pode deduzir que é uma ‘releitura’ da Idade Média, mas não tem nada que indique isso.

A história tem potencial, mas ela é um pouco cansativa. Teve momentos que eu fiquei empolgada e outros que mal conseguia ler 2/3 páginas que eu já caia no sono. Acredito ter muita coisa que deixa a história enrolada, mas não é uma boa explicação ou desenvolvimento, são cenas e momentos que facilmente poderia ter sido cortado e isso deixaria a trama mais leve e fluída.

Antes mesmo de chegar aqui, tinha muito hype, mas depois que terminei, não vi essa coisa toda não. Como disse, o tema é interessante e tem sim, muita coisa boa que acabou ficando de fora e talvez desse um livro muito melhor se fosse explorada. Por ser uma série, fico me questionando se vale continuar ou não os próximos.

Share:

0 comentários