BOOKS || Uma Hora de Vida (M. J. Arlidge)

Autor: M. J. Arlidge
Tradutor: Rui Azevedo
Editora: Topseller (Portugal)
Série: Não
Temas: Policial, Suspense, Mistério, Comportamento
O que faria se recebesse uma chamada a dizer: «Tens uma hora de vida»? Estas são as únicas palavras recebidas num ameaçador telefonema. A seguir, desligam. Certamente que só pode ser uma brincadeira... Um engano? Um número errado? Qualquer coisa menos a verdade arrepiante... Que alguém está a observar, à espera, a trabalhar para roubar uma vida no espaço de uma hora. Mas por quê? A tarefa de o descobrir recai sobre a inspetora Helen Grace: uma mulher com um histórico de caça a assassinos. No entanto, este é um caso em que o homicida parece estar sempre um passo à frente da polícia e das vítimas. Sem motivo, sem pistas e sem dicas nada além de puro medo, uma hora pode parecer durar uma vida inteira... «M. J. Arlidge tece enredos que arrepiam os leitores até aos ossos.» - Daily Mail

>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<

"Justin Lanning espreitou pela janela, fixando o horizonte.

RESENHA<<<

Primeiro livro português – Portugal que me lembro de ter lido e apesar de um certo ‘desconforto’, afinal algumas palavras no PT-PT são diferentes no PT-BR, depois que consegui me acostumar a essas nuances, fiquei presa à história.

A história narra um grupo de pessoas adultas que quando jovens sofreram nas mãos de um sádico, alguns conseguiram se salvar, mas as consequências e traumas desse dia seguiram com suas vidas, até que nos dias de hoje, os mesmos jovens que haviam sobrevivido ao massacre começam a receber telefonemas estranhos e morrer. A equipe policial começa a correr atrás do tempo para saber quem está por trás e evitar que todos morram.

É um thriller eletrizante, porém tem bastante descrições e as vezes deixa a leitura meio cansativa, principalmente nos primeiros 25% do livro, somando pelo menos para mim o fato de ler em um português que não era o meu, onde eu precisava ressignificar algumas palavras antes de avançar, confesso que apesar da ideia geral ser interessante e te pegar logo, até a chave girar e eu conseguir seguir, dei uma empacada.

A partir de certo momento, a gente começa a ter acesso aos momentos de tensão sofrido pelos jovens e várias coisas começam a ser diferentes, sendo assim, a gente se pergunta – quem está nos contando isso? Por que as informações são diferentes? O que estamos deixando de ver?

O interessante aqui é acompanhar o tanto de pessoas que podem estar envolvidas numa situação como essa e os motivos de cada um, além das relações, sejam elas familiares, amorosas, amicais, profissionais e por aí vai. Durante boa parte da trama, todos são e não são suspeitos e cada um faz uma coisinha ou outra que nos deixa com uma pulga atrás da orelha.

O final é intenso e bem certeiro, com cenas misturando tantos sentimentos que até a gente se perde, rs. Mas a história é bem amarradinha e ainda temos o desfecho de coisas que vão acontecendo em paralelo – as muitas relações. Recomendo e muito a leitura.

Share:

1 comentários

  1. Eu adoro thrillers e a premissa desse livro pareceu ótima!
    Pena que tem essa parte descritiva demais, mas pelo visto vale a pena superar isso!! Rs...
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir