BOOKS || Cortesão por uma Noite (Lisa Kleypas)

Autor: Lisa Kleypas
Tradutor: Ana Rodrigues
Editora: Arqueiro
Série: Sim, livro 1 – série Os Mistérios de Bow Street
Temas: Romance de Época, Comportamento, Mistério
Certa noite, o belo e misterioso policial Grant Morgan é chamado para investigar uma vítima de afogamento no rio Tâmisa. Quando chega lá, fica surpreso ao reconhecer Vivien Rose Duvall, um de seus grandes desafetos, a mais famosa e exclusiva cortesã dos salões londrinos.
Grant fica mais surpreso ainda ao perceber que a moça está viva. Sem saber o que fazer, ele decide levá-la para casa, apesar de seu desprezo por ela. Quando Vivien acorda, porém, os dois percebem que ela não se lembra de nada.
Durante a investigação, logo fica claro que a moça sofreu uma tentativa de assassinato e que sua vida ainda está correndo perigo. Enquanto tenta protegê-la, Grant se sente cada vez mais atraído por ela. E Vivien, incapaz de recuperar a memória, se entrega de corpo e alma a seu salvador.
Nesse mistério envolvente cheio de pinceladas de romantismo, duas vidas se cruzam de maneira inesperada e uma paixão avassaladora coloca em dúvida tudo que eles achavam que sabiam.

>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<

"No instante em que Grant Morgan viu a mulher ele soube que, apesar da beleza, ela não podia ser a esposa de ninguém." 


RESENHA<<<

Tinha bastante tempo que não li um romance de época e como adoro a Lisa Kleypas, achei que seria juntar o útil ao agradável e passar alguns momentos com uma leitura bacana. Porém, estava redondamente enganada.

Não sei o que aconteceu com essa história, mas ela simplesmente não rolou... A caracterização e desenvolvimentos dos personagens foi ruim, as sequencias e o desenrolar foram confusos e sem graça. No fim, eu estava lendo para terminar e fiquei me perguntando onde uma história clichê poderia ter dado tão errado.

A história tem muitas contradições e toma rumos diferentes, temos Grant que é um patrulheiro e se depara com uma mulher é encontrada no Tâmisa, mas ela alega não ter memória.  Porém para o ódio de Grant, essa moça é ninguém mais que Vivien, uma cortesã famosa na Sociedade Londrina. Agora, ele terá de investigar como e por que Vivien foi parar no Tâmisa ao mesmo tempo que tenta ficar longe dela...

A premissa é boa, tem tudo para ser divertido e aquela coisa que a gente ama, porém, a história muda do nada, as investigações são esquecidas (voltando no final com a solução mágica), o cara é bem mala/machista. Vale a passada de pano porque é um romance de época? Mas mesmo considerando a época, muita coisa poderia ter sido ‘mais legal’ como acontece em outros livros...

E a mocinha também é bem sem sal, ou seja, tudo que a sinopse promete, ela não entrega e a gente fica vendo navios e passando raiva. Uma pena... e olha que é uma série. Nem parece a Lisa que a gente conhece...

E não que isso justifica, mas explica meu desconforto, esse livro é um dos primeiros trabalhos da Lisa, ou seja, a editora já trouxe coisas melhores da autora e agora traz suas primeiras obras (sem nos avisar sobre) e a gente sabe que ela escreve muito melhor que isso e claro já evoluiu bastante...

Share:

2 comentários

  1. Oi, Andy.
    Estou só esperando meu exemplar chegar para fazer essa leitura!
    Que pena que o livro não rolou para você.
    Fico me perguntando se foi uma boa ideia a editora publicar primeiro as séries mais recentes da autora para só agora começar a investir em séries antigas. Porque de uma certa forma a gente se apega a forma que a autora escreve agora e depois estranha quando se depara com coisas mais do começo da carreira!
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, a sensação que tive foi essa, 'tipo, não parece as coisas que a Lisa escreve, tá abaixo' e depois fui ler que era uma de suas primeiras histórias. A gente sabe que ela é mais do que isso, por isso eu acabei me decepcionando.

      Excluir