BOOKS || Uma Conjuração de Luz (V. E. Schwab)

Autor: V.E. Schwab
Tradutor: Ana Carolina Delmas
Editora: Galera Record
Série: Sim, livro 3 (série Tons de Magia)
Temas: Jovem-Adulto, Magia, Viagens, Realeza
Acompanhe o destino de grandes heróis e terríveis vilões em Uma conjuração de luz, o desfecho épico da série Tons de Magia, de V. E. Schwab.
A balança do poder enfim pendeu para um lado...
O equilíbrio precário entre as quatro Londres atingiu um ponto sem volta. Outrora transbordando a vivacidade vermelha da magia, o império Maresh é invadido por uma sombra lançada pela escuridão, o que deixa espaço para outra Londres surgir.
Quem vai cair?
Kell, que já foi considerado o último Antari vivo, começa a questionar a quem deve sua lealdade. E, na esteira da tragédia que se abate sobre a Londres Vermelha, será que Arnes vai resistir?
Quem vai ascender?
Lila Bard, que já foi uma reles ladra – mas nunca uma ladra qualquer –, sobreviveu e progrediu por meio de uma série de provações mágicas. Mas agora ela precisa aprender a controlar a magia antes que esta seja drenada por seus próprios poderes. Enquanto isso, o desacreditado capitão do Night Spire, Alucard Emery, reúne sua tripulação para correr contra o tempo em busca do impossível.
Quem vai assumir o controle?
Um antigo inimigo retorna para reivindicar a coroa enquanto heróis tentam salvar um mundo em decadência.
Uma conjuração de luz é a conclusão épica da série Tons de Magia, de V. E. Schwab. É um acerto de contas com o passado e uma luta por um futuro incerto que sela o destino de Lila, Alucard, Kell, e até mesmo Holland, num livro de tirar o fôlego.

>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<

"Delilah Bard – eterna ladra, recém-descoberta maga e sempre com a esperança de um dia se tornar pirata – corria o mais rápido que podia.”

RESENHA<<<

Final de série aqui no blog, para acompanhar os venenos dos anteriores, clique:
Livro 1 – Um Tom Mais Escuro de Magia
Livro 2 – Um Encontro de Sombras

Curto muito a escrita da Schwab seja como Vitoria ou VE, vejo como uma das poucas autoras e sempre tentar algo novo em suas histórias, nem sempre funciona, mas ela realmente sai da sua zona de conforto. E o final dessa série ele é bom e amargo ao mesmo tempo. Talvez todos esperem um final épico (e eu não sou diferente), por isso eu diria que o final foi ok, mas confesso que queria algo mais grandioso.

A história teve um toque de previsível, onde na maioria das vezes a gente já sabia aonde iria chegar e qual seria o resultado, as apresentações foram interessantes, mas nada além do que já estávamos acostumados e meio que sabíamos qual seria o fim. Tivemos poucos plots ou reviravoltas intensas.

Talvez o que eu destaque como pior tenha sido o vilão, gostaria de mais, afinal o auge dos 3 livros era esse personagem e senti que ele ficou bem aquém dos outros apresentados por ela, não sei se a ideia era permanecer como uma analogia e nunca ser um personagem real ou no meio do caminho a coisa desandou e não teve o impacto esperado. Seu desenrolar e o de Holland foram os mais chinfrins para mim. Apesar de torcer para os mocinhos se darem bem, queremos lutas épicas e situações loucas, e nesse final foi bem abaixo.

O final foi satisfatório, algumas aventuras e situações me fizeram acompanhar as páginas com perfeição, mas sei lá eu ainda esperava mais. Senti algumas situações em aberto, talvez seja uma possibilidade de revisitar esse mundo, não com uma continuação, mas talvez alguns contos ou personagens que aparecem e mereçam ter sua história contada.

Eu aconselho a série, a história foi bem construída, tem personagens interessantes, uma aventura meio louca nos 2 primeiros livros e fugimos do lugar-comum na magia que vemos por aí. Com certeza você vai se apaixonar por Kell e Delilah e partir com eles em diversas aventuras...

PS: A nota desse livro seria 3.5, porém não há notas quebradas no blog, sendo assim, deixarei como VENENOSO.

Share:

0 comentários