BOOKS || Dez Mil Portas (Alix E. Harrow)

Autor: Alix E. Harrow
Tradutor: Jaqueline Valpassos
Editora: Universo dos Livros
Série: Não
Temas: Comportamento, Jovem-Adulto, Aventura, Magia, Fantasia

Hipnotizante e comovente, ‘As dez mil portas’ acompanha a busca de uma jovem por seu pai desaparecido, seu lugar no mundo e o mistério por trás de uma porta inesperada. 
Existem verdades sobre o mundo que nunca devem ser reveladas. No verão de 1901, January Sca
ller, de sete anos, encontrou uma Porta – o tipo de porta que leva ao medida que January obtém respostas para perguntas que nunca tinha imaginado, as sombras se aproximam
Anos depois desse acontecimento, January leva uma vida tranquila e solitária, até que, certo dia, se depara com um estranho livro, que traz o perfume de outros mundos em suas páginas e conta uma história de portas secretas, amor, aventura e perigo. Um livro que poderia levá-la de volta à porta meio esquecida de sua infância. Mas, à Mundo das Fadas, ao Valhalla, à Atlântida, a todos os lugares nunca encontrados em um mapa. 

>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<

"Quando eu tinha sete anos, encontrei uma porta." 

RESENHA<<<

Teve uma época que estava numa pegada muito de portas e acesso a outros lugares e este livro meio que caiu no meu radar, não dei nada por ele, mas a história é envolvente, apesar de ter um ritmo lento. Não que a coisa seja devagar quase parada, mas até a ação chegar e você realmente se sentir dentro da história, podemos dizer que isso passa uns 30/35% do livro, o que eu considero bastante... principalmente se a história não te pegou de cara.

 A história é confusa, pois parece que seguimos várias coisas ao mesmo tempo, não sei se esse jeito de narrar foi o melhor, até a gente se acostumar com os personagens e algumas situações, parece que a coisa é confusa e sem sentido (o lance dos 35% de antes). Apesar da parte mágica e interessante de se ter uma certa habilidade ou ter algo escondido no universo (as portas ‘mágicas), realmente faltou um bom desenvolvimento para essas situações, teve muito blablabla desnecessário e cansativo. Parece que o ritmo e nosso interesse só é prendido lá para o final (faltando uns 30% para terminar).

De maneira geral, temos algo interessante aqui, mas com certeza não vai agradar a todos e caso você se arrisque, sugiro bastante paciência nessa empreitada. O final foi algo que me deixou com um misto de alegria e insatisfação, de certa forma o final era dentro do esperado, mas depois de tantas coisas a gente queria mais. Mais emoção, mais drama, mais situações empolgantes.

Talvez este tenha sido o problema, a história tem muito potencial, mas ele não foi explorado e muitas coisas foram jogadas e mereciam ser mais desenvolvidas. Vejo que a autora se focou em criar histórias dentro de história, mas com isso ela acabou esquecendo sua história principal e deu ao leitor um gosto amargo ao acompanhar as aventuras de January.

Share:

0 comentários