BOOKS || Lendo de Cabeça para Baixo (Jo Platt)


Autor: Jo Platt
Tradutor: Angela Pessôa
Editora: Fábrica 231
Série: Não
Temas: Romance, Relacionamento, Comportamento, Chick-lit
A felicidade parecia estar batendo à porta de Rosalind Shaw naquele que deveria ser o dia mais feliz da vida dela. Abandonada no altar, sem qualquer explicação ou justificativa, a jovem mergulha numa depressão sem fim, daquelas de passar dias e dias largada à frente da TV, sem força para sair do sofá. Até que um dia seu amigo Tom propõe que ela se torne coproprietária de uma loja de livros antigos, numa cidade do interior. Ro aceita a proposta e se torna sócia de Andrew, o reservado amigo de Tom, e conhece novos amigos, capazes de mudar a vida dela para sempre. Uma história leve e divertida sobre sentimentos feridos e mal-entendidos, equívocos e perdões.
>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
"..."

RESENHA<<<
Mais um livrinho para a conta, começo com as vantagens – livro único e fofinho e é meio que só isso mesmo. Não que a história seja ruim, mas não é daqueles que a gente vai se apaixonar ou lembrar ao longo prazo. Eu diria que ele é daqueles livros para dias chuvosos com um bom café/chá (ou sua bebida favorita aqui) e sem esquecer que o mundo lá fora existe. Você vai ficar empolgada, mas quando fechar o livro ou acabar, meio que vai esquecer dele.

A história é clichê até dizer chega. E a sinopse acaba te levando a achar que a coisa pode ser muito melhor do que de fato é. Afinal como resistir a alguém que leva ‘um pé na bunda’ no dia do casamento e tenta seguir avida abrindo uma livraria? Mas, a livraria quase não aparece e o foco passa ser mais os encontros bizarros com o vizinho que até mesmo superar/falar mal do ex.

Em relação aos personagens, eu não me apaixonei pelos protagonistas e sim pelos secundários, suas histórias são mais engraçadas e legais. A senhora maluca, Joan que gosta de falar sacanagem, ou até mesmo a simples Georgie são mais cativantes que Ros e Daniel, achei eles muito sem graça e sem química.

Como disse, o livro não é ruim, mas acho que a autora poderia ter explorado mais as coisas vendidas na sinopse, por exemplo, quase não fala do ex ou de como era seu relacionamento. Mas ninguém é largado aos pés do altar e não se pergunta por que ou tenta entender como chegou naquele ponto.

O livro fala sim de superação, apoio e dar a volta por cima, mas isso é bem sutil. Faltou aprofundar mais as coisas para que ele saísse do clichê batido de sempre.

Para comprar:
Lendo de cabeça para baixo

Share:

4 comentários

  1. De vez em sempre faz tão bem pegar um livro assim, leve e sem muita coisa a acrescentar.rs
    O tipo de história que não deixará marca nenhuma,mas que de certa forma, nos fará como você mesma disse, se desligar do mundo lá fora.
    Este livro está na minha listinha de desejados há um tempo e ainda tenho esperança de ler ele!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, ele é pra ler sem pensar "nossa, será um best-seller"...rs, mas é gostosinho.

      Excluir
  2. Andy!
    Livrinho clichê é bom para relaxar a mente.
    Mesmo que não seja nada profundo, que ao terminar não ficará nada marcante, mesmo que as personagens não sejam lá essas coisas, mas se a leitura relaxar, já está valendo, né?
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir