MOVIES || Ad Astra: Rumo às Estrelas


Título no Brasil: Ad Astra: Rumo às Estrelas
Título Original: Ad Astra
País de Origem:  EUA
Gênero: Ficção Científica, Drama
Duração: 124mim
Estreia no Brasil: 26/setembro/2019
Direção: James Gray
Roy McBride (Brad Pitt) é um engenheiro espacial que decide empreender a maior jornada de sua vida: viajar para o espaço, cruzar a galáxia e tentar descobrir o que aconteceu com seu pai, um astronauta que se perdeu há vinte anos no caminho para Netuno.



Tinha bastante tempo que não ia no cinema para ver filme de ficção científica/ coisas do espaço e eis que fui dar uma chance para “Ad Astra”, onde Brad Pitt faz o personagem principal. E já digo, é um filme para ir com a mente aberta e esperar coisas mais de revelações pessoais do que um filme de ação ou coisas cheias de efeitos especiais como vemos na maioria dos filmes – monstros, coisas bizarras e tal.

No filme, estamos em alguns bons anos no futuro, onde as viagens à Lua, Marte e alguns planetas já estão sendo normalizadas, mas a grande questão que sempre esteve presente na Humanidade é: Existe vida inteligente lá fora? E se sim, onde ela está? O que falta para fazer contanto?

Roy (Brad Pitt) é um astronauta exemplar e tido em alta conta pelo Governo dos EUA e o principal, ele é filho de um astronauta importante. Porém, o mesmo morreu em uma missão há anos atrás e crescer sem o pai fez de Roy uma pessoa com bastante problemas pessoais.

O filme tem um ritmo mais lento, um misto entre as coisas que estão acontecendo no momento – uma super corrente que ‘ataca’ a Terra e a relação do próprio Roy com a vida, principalmente com seu pai e como isso o transformou. Não diria ser um filme cabeça, mas com certeza é algo para prestar atenção aos detalhes e depois conversar numa mesa de bar (rs).

A história segue bem lenta até o final do primeiro terço do filme, após mostrar algumas situações bizarras na Lua e depois em Marte, temos uma reviravolta interessante e com certeza isso passa a ser uma nova motivação para o protagonista.

De maneira geral foi um bom filme, não sei se vai agradar à todos, mas aos que quiserem dar uma chance, vão presenciar uma história com algumas camadas pessoais sobre escolhas, informações (ou falta dela) e o que fazemos com tudo isso na nossa vida.

Share:

0 comentários