BOOKS || O Mapa Que Me Leva Até Você (J. P. Monninger)


Autor: J. P. Monninger
Tradutor: Andréia Barboza
Editora: Verus
Série: Sim, livro 1 (série Impostores)
Temas: Romance, New-Adult, Comportamento, Relacionamento
Um romance de tirar o fôlego sobre amor, perda e planos que, quando menos se espera, valem a pena ser alterados.
Cada vez mais próxima da vida adulta, Heather Mulgrew tem toda a sua trajetória mapeada. Ela planejou uma viagem pela Europa com as amigas depois da formatura na faculdade e então o início da próspera carreira no Bank of America, sempre em direção a uma vida estável em que tudo é muito bem pensado.
Mas todos os caminhos mudam quando, em um trem, Heather conhece Jack, o apaixonante aventureiro que altera o curso da viagem e da vida dela.
Lançando o cuidadoso itinerário de Heather ao vento, eles acompanham o diário do avô de Jack em sua viagem pela Europa após a Segunda Guerra Mundial: Viena, Budapeste, Turquia — lugares exóticos que servem para aproximar os dois ainda mais. Quando o fim da viagem se aproxima, Jack pede a Heather para ficar com ele e continuar viajando, deixando de lado os planos que ela traçou com tanto cuidado. Porém ela o convence a voltarem juntos para os Estados Unidos.
A questão é que Jack tem um segredo que pode mudar tudo. E o mundo de Heather está prestes a ser abalado por completo. 
>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
"De todas as pessoas, é a sua mãe quem tira a foto perfeita de você e suas duas melhores amigas no dia da sua formatura na Faculdade Amherst, em Massachusetts. "
RESENHA<<<
Uma viagem pela Europa, uma indecisão sobre o futuro, um romance avassalador de verão. Como não se apaixonar pela premissa de “O MAPA QUE ME LEVA ATÉ VOCÊ”, se você está acostumado a ler outros livros românticos ou se a sinopse for familiar, você terá a sensação de já ter ligo algo do tipo em algum lugar.

Olha, eu não leio muitos romances, mas a história já passou batida em alguns livros (inclusive já fiz resenhas deles aqui no blog) e na dúvida se devo ou não colocar quais me vieram à mente, pois tenho medo de ao indicar um livro parecido acabe dando algum spoiler.

Ou seja, a história é clichê até dizer chega. E não que isso seja ruim, mas o jeito que tudo foi conduzido que ficou estranho. A protagonista está em dúvida sobre o futuro e ver na viagem um meio de ‘vai ser uma aventura antes de começar a ser gente grande’, é algo válido, mas o que se baseia é o romance e o tal diário que o rapaz quer seguir do seu avô. Essa parte que faltou ser explorada e melhor desenvolvida.

O romance foi estilo ‘amor à primeira vista’ e fulminante, mas à medida que eles iam passando pelas cidades, a coisa ficava meio morna e xoxa. Cara, você está passeando na Europa, com um amor de verão e parecia que eles estavam indo no mercado. Nenhum aprofundamento, nenhuma descrição mais elaborados, até mesmo os sentimentos naquele momento eram mal escritos.

A parte do diário foi um plus para sair da rota, mas também faltou mais informações. E claro o grand finale, vou deixar em aberto porque senão vocês me matariam. Mas te falo, quem lê com atenção vai matar rapidinho...

Sendo sincera, a premissa me fez sonhar, mas a realidade foi bem aquém do que imaginei em romances, faltou sentimentos, descrições e até sensações de lugares, principalmente quando a gente está com o ‘grande amor’ da nossa vida.

Share:

0 comentários