BOOKS || Impostores (Scott Westerfeld)


Autor: Scott Westerfeld
Tradutor: Giu Alonso
Editora: Galera Record
Série: Sim, livro 1 (série Impostores)
Temas: Distopia, Jovem-Adulto,
Traição. Risco. Redenção. Catorze anos após o lançamento de Feios, o autor best-seller Scott Westerfeld retorna a seu universo mais famoso com uma história completamente nova. Nascidas com a diferença de apenas 26 minutos, as filhas do poderoso e autoritário governante de Shreve receberam criações muito distintas. Rafia, a mais velha, cresceu como a filha perfeita, oradora habilidosa e ícone de estilo. Frey, por sua vez, foi ensinada a matar; seu único propósito na vida é proteger a irmã gêmea e, se necessário, sacrificar-se por ela. Quando é enviada no lugar de Rafi como garantia de um perigoso acordo, torna-se a impostora perfeita. Longe da irmã e pela primeira vez sob os holofotes, será que conseguirá assumir sua própria personalidade – e, de quebra, arriscar tudo em uma rebelião?
>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
"Estamos prestes a morrer. "

RESENHA<<<
Série nova no blog, mas a verdade é que a história é uma velha conhecida nossa. (Re)surfando na onda de seu grande sucesso ‘FEIOS’, o autor trouxe uma nova série baseado no mundo fútil que nos foi apresentado com a protagonista Tally, mas, tivemos tantas reviravoltas e em EXTRAS, a história já começou a seguir outro rumo. E aqui também é na mesma essência, mas o original pouco a pouco fica para trás.

Eu lembro que quando li Extras, fiquei bem decepcionada pois esperava voltar ao mundo criado por Scott, mas a ideia já seguiu algo diferente, e aqui podemos dizer que está mais diferente impossível. Apesar de ser vendido como universo de Feios, eu vi bem poucas referências a isso. A coisa já teve tanta mutação e o nome da protagonista original virou uma lenda. Acho que ele quis puxar a brasa para seus fãs mais antigos.

Mas esquecendo o mundo de feios e indo no agora, a narrativa continua cativante e ágil como sempre, isso é algo que curto no autor, seus capítulos são fáceis e rápidos de ler, a gente realmente quer saber o que acontece.

Por outro lado, o romance foi bem méh! Faltou um desenvolvimento, afinal é o livro 1 de uma saga, tem história para ser contada e em menos da metade do livro o casal já está apaixonado?! Achei forçado e um tanto irreal.

Para quem não leu Feios, pode ler sem medo que é um mundo novo, dentro do que Feios nos deixou, a ideia de tecnologia, coisas loucas, mas muito mais avançadas, digamos assim, pois Tally é passado para eles.

Em relação a história geral, bem clichê de distopia, mas dessa vez tem um toque pai/filho, pois o ‘ditador’ é o pai das meninas protagonistas. Mas confesso que não me empolgou, isso também vale para a continuação, esperava um gancho mais audacioso.

Share:

0 comentários