TRIP || Checklist Estudar no Exterior (intercâmbio)


Ainda não me acostumei com essa coisa de ano letivo terminando em julho/agosto e as pessoas dizendo; “até ano que vem”, sendo que vou vê-las daqui há 2 meses, ou com agendas que começam em setembro e terminam em agosto, mas como diriam os franceses “C’est la vie!”.

Após esse tempo morando no exterior, vi que acertei na maioria das coisas (exceto nas guloseimas do BR que sempre peço pessoas para trazerem para mim... rola uma lenda que em Paris é mais fácil de achar certas coisas, mas como não moro em Paris, trabalhamos com o que temos...rs).


Hoje vou deixar uma listinha de coisas a organizar antes de embarcar na sua jornada, seja por 6 meses, 1 ano ou 5 anos...

SAÚDE:
Geral – Antes de sair do Brasil faça um check-up de tudo – dentista, médico geral, oftalmologista, gineco para as meninas, enfim... aqui a gente tem direito a usar a sécurité sociale, mas até você pegar esse cartãozinho abençoado espera-se e muito e aqui eles tem uma visão um pouco diferente, você precisa passar pelo médecin traitant antes de ir para algumas especialidades, sem contar que mesmo sabendo a língua, a gente fica meio nervoso, sem saber como algumas coisas funcionam, então vale você sair do Brasil sabendo que está tudo ok, ou no que você precisa se informar melhor por aqui.
Obs: a questão de aparelho aqui é bem confusa gente, povo não tem o mesmo cuidado com os dentes que nós temos, então, na minha humilde opinião, vale tirar o aparelho e depois aqui você resolve se recoloca ou não.

Remédios – aqui tudo precisa de receita, então... traga aqueles remédios que te ajuda na hora H, aqui você vai conseguir encontrar algumas coisas para comprar sem receita, mas além de alguns remédios terem a dosagem diferente do Brasil (mais alta ou baixa), outros nem existem por aqui ou são proibidos.


DOCUMENTAÇÃO:
Faculdade/Trabalho – carta de aceite da faculdade ou o contrato de trabalho é item obrigatório, passaporte idem, mas documentos como certidão de nascimento, seus outros diplomas, carteira de motorista e afins. Organize tudo que você possui e deixe numa pastinha, talvez você não precise trazer tudo, mas é bom saber onde ele está e de forma organizada, caso deixe no Brasil.

Digitalização – se possível, digitalize todos seus documentos e deixe em seu email, pendrive, no computador e envie um email para algum parente de confiança. Nunca se sabe...

Renovação de documentos – se seu passaporte vai vencer em breve ou dentro do período que você estará aqui, sugiro refazer ainda no Brasil, agora ele vale 10 anos e sem contar que aqui na França só tem consulado em Paris, sendo assim tudo que você precisar resolver vai ter de se deslocar para lá e pegar o RDV (rendez-vous) e isso pode levar muito tempo, e implica em não poder viajar ou sair do país durante esse período. Isso vale também para carteira de motorista, enquanto estudante podemos usar a nossa carteira (desde que esteja válida) junto com a PID ou a tradução juramentada da carteira.

Procuração – faça uma procuração de plenos poderes (ou específico para alguns itens) durante a sua ausência e deixe com alguém de confiança. Esse é um erro que vejo muita gente cometendo, ou seja, a pessoa precisa voltar ao Brasil para resolver alguma coisa, pois apenas ela pode fazer isso. Atenção!!

Banco e outras instituições – se você tiver cartões de crédito ou contas em muitos bancos, é a hora de se organizar e fechar as contas/cancelar cartões, deixe apenas a mais interessante para fazer transferência de dinheiro (eu uso o transferwise)
Outra dica que deixo é abrir uma conta nem banco europeu, faço tudo com o N26, é simples, fácil e rápido e é aceito em toda a Europa (e no Brasil também). Ele tem um app super fácil de usar e de monitorar os gastos.

Dinheiro em espécie – pode ser difícil no início fazer todas essas transações, principalmente porque o N26 só entrega o cartão na Europa (ou seja, você precisa já está aqui ou ter um amigo morando por aqui). Por isso, traga alguma quantia em mãos, uma quantia bacana seria algo na faixa de 1500 a 2500€, pois nos primeiros dias a gente tem alguns gastos a mais e as coisas aqui na França demoram.


POSSES/COISAS:
Organização das coisas – se você mora sozinho ou mesmo com seus pais, precisa ter em mente que durante 1 ano (ou mais) você não vai usar certas coisas, sugiro somente trazer as coisas que você se sente bem ou realmente ama. As demais, ou você doa ou vende (ainda junta uma graninha extra para trazer).
Para quem tem apto ou mora de aluguel, além de itens mais simples, tem toda a questão de papelada, entregar as coisas ou vender móveis. Não deixe para fazer nada em cima da hora, pois sabemos que há coisas que se resolvem rápido e outras nem tanto.

Dívidas – evite abandonar dívidas, pode ser que ao voltar o valor esteja maior do que quando você foi. Tente negociar e ir quitando aos poucos e evitar deixar coisas em aberto (celular, plano de saúde etc.). quando você voltar, refaça.

Roupas – Fiz um vídeo para a mala de um ano – link aqui. No vídeo deixo as coisas que realmente usei e uso aqui durante 1 ano (e comprei poucas coisas).

Lugar temporário na França – se você for ficar no CROUS, lembre que só pode entrar a partir de 1º de setembro, caso chegue antes, precisa alugar um airbnb ou alugar um quarto/appart-hotel (sugiro ficar nesse local até 3/4 de setembro, pois nunca se sabe sobre a questão de documentos aqui)


BELEZA:
Cabelos – eu achei os cortes e luzes e todo aqueles serviços que fazemos no Brasil meio caro por aqui, sugiro dar aquela caprichada no visual antes de vir, assim você fica sem fazer esse serviço por algum tempo e ainda vai entendendo como as coisas funcionam.

Manicure – o mesmo vale para as unhas, muitos lugares não tiram cutículas, outros só passam esmalte (a unha custa uns 30€ - pé e mão), traga uma bolsinha de manicure e alguns bons esmaltes do Brasil, aqui tem esmalte, mas tenho cisma com eles...rs

Depilação/Tratamento de pele – aqui existe, mas os preços podem não ser tão convidativos, deixo a mesma dica dos cabelos, se puder fazer e já vir com tudo OK do Brasil, melhor.

MOMENTO DO ADEUS:

Eventos – dizer adeus sempre doí, então... marque suas despedidas, seja num restaurante, numa festinha ou fazendo um passeio. Vale fazer um esforço para aqueles amigos que você não vê há algum tempo.

Comidinhas – coma suas coisas favoritas antes de ir embora, algumas coisas são fáceis de encontrar, outras é quase impossível.

Lugares favoritos – visite, fotografe e viva os bons momentos. Claro que você vai ter novas memórias, mas as afetivas, as do coração vão fazer falta algumas vezes. Aí você pode olhar as fotos e sentir o quentinho no coração.

Quando a gente está nos momentos finais ou em preparação para uma mudança como essa, a gente fica muito mexido e as emoções ficam loucas, por isso, sugiro que não deixe nada para cima da hora. Quanto mais tempo para se organizar, melhor.

Leia muito sobre o país e a cidade que você vai ficar e simbora!
Se eu deixei algo de fora, coloca nos comentários... 

Share:

4 comentários

  1. Oi, Andy.
    Ainda que eu não tenha planos de morar fora, nem mesmo para estudar, adoro esses seus posts. Amo viajar e suas dicas, mesmo que seja para quem vai passar bem mais tempo fora, sempre me ajudam de alguma forma.
    Em setembro vou passar 20 dias fora, mas já estou programando a tintura do cabelo e separando minha bolsinha de manicure aqui! Nada de gastar dinheiro com isso na viagem!
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aqui na Europa são coisas que elas mesmas fazem, exceto em ocasiões especiais.

      Excluir
  2. Oi!
    Nossa quantas dicas maravilhosas!
    Quando for viajar vou me lembrar desse post.
    Beijos

    ResponderExcluir