BOOKS || A Caça (M. A. Bennett)


Autor: M. A. Bennett
Tradutor: Alves Calado
Editora: Arqueiro
Série: Não?!
Temas: Ficção, Jovem-adulto, Mistério
O ano letivo começou e Greer ­MacDonald está se esforçando ao máximo para se adaptar ao colégio interno onde ela entrou como bolsista. O problema é que a STAGS, além de ser a escola mais antiga e tradicional da Inglaterra, é repleta de alunos ricos e privilegiados – tudo o que Greer não é.
Para sua grande surpresa, um dia Greer recebe um cartão misterioso com apenas três palavras: “caça tiro pesca”. Trata-se de um convite para passar o feriado na propriedade de Henry de Warlencourt, o garoto mais bonito e popular do colégio... e líder dos medievais, o grupo de alunos que dita as regras.
Greer se junta ao clã de Henry e a outros colegas escolhidos para o evento, mas esse conto de fadas não vai terminar da maneira que ela imagina. À medida que os três esportes se tornam mais sombrios e estranhos, Greer se dá conta de que os predadores estão à espreita... e eles querem sangue.
Que a caçada comece!
>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
"Eu sou uma assassina."

RESENHA<<<
Uma história que nem estava tão empolgada para ler, mas ela caiu na minha mão e pensei, por que não? É uma história bem clichê sobre gente rica e fazemos o que queremos e ninguém vai contra a gente ou também podemos falar sobre sociedades secretas e como manter a essência mesmo depois de tantos anos.

O livro já começa falando que eles têm um segredo, a protagonista já começa dizendo que é uma assassina, então eu só fiquei esperando onde a história nos mostraria essa informação. Isso é meio triste pra mim ao ler um livro, esperamos as reviravoltas e coisas diferentes e ser surpreendidos ao decorrer da história, mas você nem começa a ler e já tem um ponto assim, sei lá, poderia só ter falado que ela guardava um segredo ou qualquer coisa do tipo.

A narrativa foi boa, ela flui e você acaba querendo seguir porque quer saber onde e quando essa pessoa (e quem morreu) vai morrer. Mas em alguns momentos a coisa ficou a desejar, você sentia que faltava algo, tem uns furos, uns momentos ‘meio sem pé nem cabeça’.

Não sei se vai ter continuação, pode ser que sim ou que não. Espero que não, mas deixou uma portinha aberta para continuar. Como a história para mim não foi tão elaborada ao ponto de ficar interessada para saber mais dessa gente, não leria a continuação.

Agora, teve uns momentos que o autor quis tocar no ponto perturbação psicológica e se sentir excluído, até achei que o tema foi bom, mas mal aproveitado, diria que essas cenas e situações faltou aprofundamento. Na verdade, a história toda é bem rasa. A ideia geral é boa, mas o autor ficou com medo de falar do assunto ou ele não soube aproveitar suas ideias.

E o último ponto, você está lá, na sua, recebe a cartinha da galera ‘cool’ e geral te fala, abre o olho e você nem desconfia? Depois, as coisas começam acontecer na casa e você nem pensa em ir embora? Sei lá, gente meio doida...

Share:

2 comentários

  1. Oi, Andy.
    Pedi esse livro pela parceria com a Arqueiro sem nem me tocar que seria uma história adolescente. Então comecei a ler o livro e precisei fazer alguns ajustes nas minhas expectativas... No final até que não foi uma leitura ruim, mesmo com esses furos que você mencionou!
    Andei dando uma fuçada no Goodreads e parece que vai rolar uma continuação. Só não sei se virá para o Brasil...
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Imaginei que teria uma continuação pelas cenas finais qdo eles estão lá na escola...rs, mas não sei se tenho ânimo para a continuação...rs

      Excluir