BOOKS || Um Estudo em Charlotte (Brittany Cavallaro)

Autor: Brittany Cavallaro
Tradutor: Maryanne Linz
Editora: Rocco
Série: Sim, livro 1 (série Charlotte Holmes)
Temas: Jovem-Adulto, Aventura, Suspense, Mistério
No primeiro livro da série protagonizada pela jovem Charlotte, descobrimos que o talento para solucionar crimes corre no sangue da família Holmes. Com apenas 10 anos, a mais nova descendente do detetive ajudou a polícia a recuperar diamantes que valiam três milhões de libras. Agora, no ensino médio, a capacidade analítica da jovem é posta mais uma vez à prova quando um estudante da escola que ela frequenta nos Estados Unidos aparece morto sob circunstâncias intrigantes, aparentemente inspiradas em uma das histórias mais aterrorizantes de Sherlock Holmes. Os principais suspeitos do crime? Charlotte Holmes e Jamie Watson. Sim, esse mesmo, o tataraneto do fiel amigo do detetive inglês.
O primeiro crime solucionado por Sherlock Holmes, icônico personagem de Sir Arthur Conan Doyle, foi apresentado aos leitores há mais de 130 anos. A personalidade ácida e a mente brilhante do mais famoso detetive da ficção, no entanto, permanecem atuais e inspiram séries, filmes e livros. Um Estudo em Charlotte é uma referência ao primeiro livro sobre Sherlock, Um Estudo em Vermelho, e traz uma série de referências às tramas do famoso detetive.
>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
"Eu a conheci no fim de uma daquelas noites intermináveis que só poderia ter numa escola como a Sherringford."

RESENHA<<<
Sou uma entusiasta das histórias de Sherlock Holmes, mas não sei se amei tanto assim o livro em questão. A autora se baseou bastante nas características dos personagens originais, mas algo em Charlotte Holmes não me desceu o livro inteiro. O jeito da menina era muito irritante, escroto e ela tinha aquela certeza ‘sou-melhor-do-que-você’ em cada frase dita, cada gesto, cada coisinha que ela fazia e isso me irritou muito. Se fosse uma pessoa real, teria mandando-a para a PQP.

Já Watson, melhor, James, foi alguém com seus altos e baixos, e tenta de tudo para se livrar de uma acusação grave – ter assassinado um colega da escola. Porém, sua falta de confiança e uma idealização de Holmes, o fazem o ‘parceiro’ ideal. Coloco entre aspas, porque 90% do tempo, a estranha amizade Holmes/ Watson parece só ser vista pelo lado do James, já que Charlotte nunca faz questão de nada, ou melhor, ela faz questão que as coisas saiam do jeito que ela deseja e ler isso o tempo inteiro, cansa.

A estrutura do assassino e como o caso é conduzido, teve momentos que me agradou e outros que foram jogados, então vivi uma relação amor e ódio com o decorrer da história. E o mesmo digo para a narrativa, mas como peguei implicância com a menina, rs. Todas as vezes que a cena era mais dela do que de James já ficava meio cansada no parágrafo.

Um fato que a autora usa e então deixo de alerta, Charlotte, como toda boa Holmes foi treinada para ser tão infalível quanto seu parente famoso. Porém, a mesma se envolveu com drogas, abusos e uma vida esquisita, sendo que a família ora parece não estar nem aí, ora acha que tudo é muito normal... esses Holmes são estranhos. Então, para quem tem algum bloqueio com esses assuntos, sugiro cautela ao ler.


A ideia é ser série, onde em cada livro será um caso diferente. Sendo sincera? Não sei se tenho forças para seguir nessa continuação. Mas a leitura foi plausível e me manteve entretida por alguns dias e claro, consegui chegar ao final. Vale a leitura, mas sem achar que é tudo isso. Acho que a sinopse promete bem mais...

Share:

2 comentários

  1. Oi, Andy. Tenho visto muita divulgação desse livro e estava animada para ler essa história... Mas sério que a Charlotte é uma babaca assim?! Ai que tédio... Acho que vou experimentar ler a amostra no site da Amazon antes de arriscar comprar o livro e odiar depois! Rs...
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela é bem escrotinha sim, tem uma resenha no skoob que a menina dá até mais detalhes da personalidade da Charlotte.

      Excluir