BOOKS || Dance of Thieves (Mary E. Pearson)

Autor: Mary E. Pearson
Tradutor: Ana Death Duarte
Editora: Darkside
Série: Sim, livro 1 (série Dinastia de Ladrões)
Temas: Jovem-Adulto, Comportamento, Reinos, Fantasia
O universo expandido das Crônicas de Amor & Ódio com uma aventura apaixonante.
Quando o patriarca do império Ballenger morre, seu filho, Jase, torna-se seu novo líder. Até mesmo os reinos mais próximos se curvam à força dessa família fora da lei, que sempre governou por suas próprias regras. Mas uma nova era surge no horizonte, movimentada por uma jovem rainha, que logo se torna alvo de ressentimentos e ira da dinastia.
Kazi, uma ladra reformada que cresceu nas ruas de Venda e sobreviveu por sua inteligência e agilidade, agora faz parte dos Rahtans, a guarda da rainha, e é enviada por ela para investigar transgressões e violações de tratados vigentes junto a Synové e Wren, outras duas soldadas da guarda real. Quando chega à terra proibida dos Ballenger, um incidente a deixa acorrentada a Jase, trazendo empecilhos ao seu trabalho.
A competição de sagacidade com o jovem líder faz com que eventos inesperados saiam de controle, e o laço entre ambos se estreita conforme eles utilizam falsos argumentos para cumprir suas próprias missões e promessas. A batalha de poder entre Kazi e Jase pode lhes custar a vida — e seus corações.
Neste livro, somos todos testemunhas de um dos maiores talentos de nossa rainha: dar vida a protagonistas empoderadas. Kazi é uma guerreira imbatível e determinada que marca presença por onde passa, seguindo os passos de Lia, a heroína das Crônicas de Amor & Ódio, ao inspirar mulheres a serem donas de seu próprio destino.
>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“Os fantasmas ainda estão aqui.” 
RESENHA<<<
Começo essa resenha me perguntando o motivo da Darkside não ter traduzido o título deste livro, afinal, o nome não seria nada bizarro ou difícil de entender como alguns livros, mas deixaremos esse assunto para um próximo post.

Hoje vamos falar do primeiro livro de uma nova série que se passa no mundo da saga ‘Crônicas de Amor & Ódio’ e meu medo era ler esse livro sem saber se receberia spoilers da série anterior ou se poderia ler tranquilamente, já que apesar de ter terminado o livro 1, estou mega empacada no livro 2 e achando a narrativa bem chatinha e repetitiva.

Respondendo à pergunta, li este livro sem grandes problemas, entendi de modo geral a história, apesar de saber que alguns detalhes me passaram batidos e personagens, pois acredito que os mesmos possam ter sido melhor trabalhado e explicado nos livros anteriores, mas nada que tenha me deixado perdida na história, mas sei que ficou aquela sensação de existe-algo-a-mais-aqui-que-provavelmente-já-foi-explicado.

A narrativa flui, apesar de no início você não se apaixonar por ela, confesso que a história demorou um pouco para engrenar, não que a gente queira abandonar o livro, mas aquela ansiedade saber mais só começou ocorrer depois de um terço do livro.

De modo geral, gostei mais da premissa desse livro do que do primeiro da saga anterior, não que seja algo surpreendente, mas em ‘Kiss of Deception’ o clichê é do começo ao fim, e aqui a coisa tem algumas nuances mais interessantes.

Apesar de eu amar livros com narrativas trocadas, aqui não foi a escolha mais acertada, pois algumas vezes a gente via a mesma cena contada por Kazi e Jase, mas não numa linha sequencial e sim, voltando um pouquinho para que conhecêssemos as maquinações dos 2, afinal cada um busca uma coisa diferente.

 Os personagens secundários são bons, mas queria que tivessem sido mais explorados. Torço para isso no próximo livro. Wren e Synové têm um mistério interessante e poderiam ser mais exploradas, bem como a família de Jase.


Se eu puder fazer um paralelo entre os dois primeiros livros de saga, diria que nesse, a autora afrouxou a mão, sem tantos romances e personagens chatinhas, ela tentou melhorar coisas nessa saga e isso foi muito louvável da parte dela e algo que também me agradou é o fato de não ter um triangulo amoroso. Aleluia.

Share:

4 comentários

  1. Andy!
    Ainda estou com a série anterior aqui para ler e não consegui.
    Bom ver que dá paara ler sem ter lido os outros, mesmo com a sensação de que algo já foi explicadoanteriormente.
    Bom que gostou mais dessa premissa, embora a forma de escrita não tenha sido apropriada.
    cheirinhos
    rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todo mundo falou maravilhas da outra série e eu achei bem +ou-, aí empaquei e quase não ia ler essa. Mas deu para chegar ao fim, vamos ver se o próximo se mantém assim.

      Excluir
  2. Boa pergunta essa de a editora não ter traduzido o livro, se eu fosse em uma livraria e visse o nome do livro eu iria achar que era um livro em outra língua, talvez nem tivesse interesse.... Enfim, vai saber né...rsrs
    Eu tb acho interessante essa narrativa trocada, mas parece que no livro isso não deu muito certo né, mas isso não tira minha vontade de ler e conhecer mais sobre os livros da série

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não entendo pq a editora mantém os nomes em inglês, pq a maioria não tem nada de bizarro na tradução, mas enfim...
      Eu gosto dessa troca de personagens, mas aqui poderia ser um pouquinho melhor.

      Excluir