BOOKS || Aos Dezessete Anos (Ava Dellaira)

Autor: Ava Dellaira
Tradutor: Lígia Azevedo
Editora: Seguinte
Série: Não
Temas: Jovem-Adulto, Comportamento, Romance,
Em seu novo romance arrebatador, a autora de Cartas de amor aos mortos apresenta uma mãe e uma filha que precisam compreender o passado para poder seguir em frente.
Quando tinha dezessete anos, Marilyn viveu um amor intenso, mas acabou seguindo seu próprio caminho e criando uma filha sozinha. Angie, por sua vez, é mestiça e sempre quis saber mais sobre a família do pai e sua ascendência negra, mas tudo o que sua mãe contou foi que ele morreu num acidente de carro antes de ela nascer.
Quando Angie descobre indícios de que seu pai pode estar vivo, ela viaja para Los Angeles atrás de seu paradeiro, acompanhada de seu ex-namorado, Sam. Em sua busca, Angie vai descobrir mais sobre sua mãe, sobre o que aconteceu com seu pai e, principalmente, sobre si mesma.
>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“Os vivos estão alcançando os mortos.”

RESENHA<<<
Aos "Dezessete Anos" traz a história de Angie, uma jovem que poderia ser como qualquer outra, mas ela não tem a presença paterna e mesmo que sua mãe lhe diga que seu pai morreu, Angie tem convicção que isso não é verdade e sai em uma jornada a fim de encontrá-lo e também saber mais sobre si mesma.

A história é intercalada pelo ponto de vista de Angie e de Marilyn (sua mãe) e com isso também conheceremos mais sobre passado e presente da mãe de Angie.

Marilyn teve Angie aos dezessete anos, fruto de uma paixão intensa, que resultou no nascimento de Angie. Marilyn é mãe solteira e disse para Angie que seu pai morreu. Mas Angie passa a duvidar disso e acaba descobrindo pistas de que sua mãe possa estar mentindo; com isso ela vai para Los Angeles sem nenhuma certeza, apenas suposições. Nessa jornada Angie irá descobrir muito mais do que esperava.

A narrativa é carregada de emoção e sentimentos transbordam às páginas atingindo o leitor em cheio. Além de termos um drama familiar, onde uma jovem cresceu sem a presença paterna, também temos problemas comuns como dificuldades financeiras, relacionamentos fracassados por motivos que variam. Não sei vocês, mas aos dezessete anos, eu precisei crescer de uma maneira brusca, pois também passei pelo nascimento de um filho e enfrentei o mundo criando-o sozinha. Então esse livro me chamou atenção pela sinopse e tive uma grata surpresa que me remeteu ao meu próprio passado.

Ava Dellaira conseguiu de maneira simples, delicada e sutil me fazer reviver momentos do meu passado e presente e me emocionar de maneira que eu não esperava. Sou difícil de gostar de romances, mas esse veio para me mostrar mais uma vez que as vezes faz bem em dar uma pausa em thrillers e suspenses para me embrenhar em livros que me façam suspirar, chorar e sorrir!

Essa história fala de sonhos não alcançados, dúvidas, erros, amores, sentimentos, destinos e anseios. Uma história encantadora que vai alcançar até mesmo os corações mais difíceis!

Share:

0 comentários