BOOKS || Princesa das Cinzas (Laura Sebastian)

Autor: Laura Sebastian
Tradutor: Raquel Zampli
Editora: Arqueiro
Série: Sim, livro 1 (série Princesa das Cinzas)
Temas: Magia, Jovem-Adulto, Ação, Aventura, Romance
A jovem Theodosia tem seu destino alterado para sempre depois que seu país é invadido e sua mãe, a Rainha do Fogo, assassinada. Aos 6 anos, a princesa de Astrea perde tudo, inclusive o próprio nome, e passa a ser conhecida como Princesa das Cinzas.
A coroa de cinzas que o kaiser que governa seu povo a obriga a usar torna-se um cruel lembrete de que seu reino será sempre uma sombra daquilo que foi um dia. Para sobreviver a essa nova realidade, sua única opção é enterrar fundo sua antiga identidade e seus sentimentos.
Agora, aos 16 anos, Theo vive como prisioneira, sofrendo abusos e humilhações. Até que um dia é forçada pelo kaiser a fazer o impensável. Com sangue nas mãos, sem pátria e sem ter a quem recorrer, ela percebe que apenas sobreviver não é mais suficiente.
Mas a princesa tem uma arma: sua mente é mais afiada que qualquer espada. E o poder nem sempre é conquistado no campo de batalha. 
>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“A última pessoa que me chamou pelo meu verdadeiro nome foi minha mãe, em seu derradeiro sopro de vida.”

RESENHA<<< 
Não sei se a gente pode dizer que é uma saga épica, apesar de a sinopse prometer muitas coisas. Para um livro de começo de série, esperava muito mais do que me foi apresentado.

O livro é um grande apanhado de muita coisa mais do mesmo, mas o pior foi a falta de caracterização dos personagens, a gente percebe que a autora fez uma descrição leve e boba de todos eles, até mesmo da personagem principal, então, como leitores criativos que somos, nós inventamos cada um deles pelo pouco que nos é fornecido.

E nem quero entrar na vibe de 29264536372 mil pessoas que aparecem e desaparecem e que na verdade nem eram tão irrelevantes na história, ou se eram, foram mal aproveitados e acabou passando a impressão que eram figurantes enchendo linguiça.

Achei a história pra lá de chatinha e super enrolada e repetitiva, muitas vezes me senti mais dentro de um diário de uma adolescente do que realmente vendo a reviravolta de uma princesa que já teve tudo e hoje precisa ser submissa. Theo é uma personagem bem fraca, não sabe o que quer, e chata pra dédéu.

Eu não consegui me identificar com a história e nem personagens, cheguei ao final depois de tantos trancos e barrancos que acho que deveria ter largado o livro. Fico pensando se realmente tem alguma coisa ali que pode ser aproveitada para uma continuação ou ela será mais do mesmo.


Em muitos momentos quis entrar no livro e dá uns tabefes na Theo e no príncipe também. Foi inevitável fazer comparações com outros livros cuja a sinopse é parecida, porém, a gente entra muito mais na história.

Share:

0 comentários