BOOKS || 13 Dias de Meia-Noite (Leo Hunt)

Autor: Leo Hunt
Tradutor: Eric Novello
Editora: Rocco
Série: Sim, livro 1 (série 13 Dias de meia-noite)
Temas: Sobrenatural, Magia, Mistério, Terror
Quando o pai de Luke Manchett, que nunca tivera muito contato com o filho, morre inesperadamente, o garoto fica com uma herança sombria: uma Legião de espíritos únicos, poderosos e implacáveis. Infelizmente, Luke não tem ideia de como lidar com eles. O Dia das Bruxas, data em que os fantasmas atingem o pico de poder, está chegando rápido e Luke sabe que sua Legião está planejando alguma coisa terrível. Com a ajuda da esquisitona da escola, Elza Moss, que também vê e sabe um pouco sobre fantasmas, Luke tem apenas treze dias para desvendar os segredos da magia negra e enviar os espíritos inquietos para o sono eterno. E se você achou que isso seria fácil, está redondamente enganado.
>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“A primeira coisa que acontece é eu abrir um envelope e a morte do meu pai cair na mesa do café da manhã.”

RESENHA<<< 
Estava com saudades de ler coisas interessantes e nessa pegada de sobrenatural com uma tendência mais dark, e o nome do livro já sugeria algo mais tenso, mas... a coisa não foi exatamente por esse caminho.

O autor soube apostar em algo diferente, necromancia com a pegada de prender espíritos e formar uma legião, as descrições das almas da legião e querendo colocar como cada uma era antes, foi um acerto. Ele soube deixar o livro, na grande parte, com o tom sombrio e uma certa pegada ligada ao medo.

Porém, o restante e as explicações ficaram muito a desejar. Principalmente a relação dele com o pai, como ele se ‘aprofunda’ na questão de necromancia, afinal, ele NUNCA soube nada disso e de repente paf, ele conhece os mecanismos que necromantes que passaram a vida toda não sabem fazer.

O mesmo digo sobre as façanhas e como as coisas vão desenrolando, tudo é muito rápido. Olha, sou fã de que os autores não fiquem enrolando, mas precisa dar uma base decente para fazer isso. E quando ele pega um garoto que nunca ouviu/viu nada do assunto e em 4/5 dias o cara começa a sacar milhares de coisas, ficou puxado acreditar.


O livro deixou uma pequena fagulha para uma continuação (e vendo no Goddreads descobri que teremos mais 2 livros), mas se ele terminar daquele jeito, também será uma finalização ok. Fico até me perguntando como será a continuação, já que o protagonista fez algumas escolhas que (a princípio) não tem porque ter uma continuação.

Share:

1 comentários

  1. Oi, Andy.
    Ainda não conhecia o livro, mas depois de ler a sua resenha, só consigo pensar que ele é apenas ok! Não me parece um tipo de livro uau, sabe?! Então, com tanta coisa na fila, vou deixar essa dica passar!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir