BOOKS || Ele (Sarina Bowen, Elle Kennedy)


Autor: Sarina Bowen, Elle Kennedy
Tradutor: Ligia Azevedo
Editora: Paralela
Série: Sim, livro 1 (série Him)
Temas: New Adult, LGBT, Relacionamentos
James Canning nunca descobriu como perdeu seu melhor e mais próximo amigo.
Quatro anos atrás, seu tatuado, destemido e impulsivo companheiro desde a infância simplesmente cortou contato.
O maior arrependimento de Ryan Wesley é ter convencido seu amigo extremamente hétero a participar de uma aposta que testou os limites da amizade deles.
Agora, prestes a se enfrentarem nos times de hóquei da faculdade, ele finalmente terá a oportunidade de se desculpar. Mas, só de olhar para o seu antigo crush, Wes percebe que ainda não conseguiu superar sua paixão adolescente.
Jamie esperou bastante tempo pelas respostas sobre o que aconteceu com seu relacionamento com Wes, mas, ao se reencontrarem, surgem ainda mais dúvidas.
Uma noite de sexo pode estragar uma amizade? Essa e outras questões sobre si mesmos vão ter que ser respondidas quando Wesley e Jamie se veem como treinadores no mesmo acampamento de hóquei.
>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“A fila do café está um pouco longa, mas sei que não vou me atrasar.”

RESENHA<<<
Não é a primeira vez que leio algo na pegada LGBT, voltada principalmente para o público masculino jovem, mas por ter sido lançado por uma editora mais ‘famosa’ e principalmente por ter sido co-escrito pela autora Elle Kennedy (que ficou conhecida aqui pela série AMORES IMPERFEITOS, link aqui no blog).

A história tem muitos clichês, pois a ideia principal vem do new adult, então a história segue as mesmas nuances e linhas dos outros tipos de livros. E a maioria deles é focado na parte sexual e aqui temos também, mas, fugimos da parte escola/faculdade para o trabalho, eles estão sendo convidados para integrar bons times de hóquei.

Não sei se a escolha dos personagens – homens fortes que fazem algum tipo de esporte, aqui é o hóquei no gelo e não são afeminados, foi algo proposital – assim poderia agradar as meninas e também os homens ou se foi algo que as autoras já tinham em mente e quiseram fazer algo do tipo, eu não sou gay, mas estou me descobrindo e seguiu essa ideia para tentar fazer algo diferente.

Não curti muito os diálogos e como a história foi se desenrolando, achei muita coisa meio forçada. Soava muito ‘fantasioso’ e sem muito sentido, tipo, a gente sabe que no dia a dia não é assim que as coisas funcionam e acabou ficando algo dentro de uma bolha que não existe na realidade. Tinha tanta coisa a explorar.

Como é uma duologia, espero que no próximo as autoras se aprofundem mais, explorem mais e mostrem mais para o mundo quem são Wes e Jamie e não apenas sobre a parte sexual do relacionamento, deixando de ser algo uma pegada ‘final de semana idílico’, para expressar dramas, desejos e situações do mundo real.

Apesar dessas situações apresentadas, o livro é leve e tem uma leitura rápida (apenas 250 páginas), e as autoras fizeram questão de trazer uma linguagem leve e descontraída. Para quem está começando a se aventurar nesse tipo de leitura ou quer dar uma chance e conhecer, indico. Leia de mente aberta.

Share:

2 comentários

  1. Oi, Andy.
    Já li esse livro e acho que gostei dele mais do que você! Rs...
    Achei a abordagem das autoras bem inteligente. É um livro introdutório, para leitores sem grande experiência, mas que traz uma história curiosa!
    Só achei as cenas de sexo bem excessivas e cansativas!!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu espero q o livro 2 seja mais empolgante, e concordo as cenas de sexo foram meio cansativas e excessivas, mas acho q as autoras mostraram um relacionamento meio estranho, o rapaz não ficou com dúvidas, se aceito super bem... sei lá...ficou meio fake para mim kkkk

      Excluir