BOOKS || O Assassino do Zodíaco (Sam Wilson)


Autor: Sam Wilson
Tradutor: Gilson C. Cardoso de Sousa
Editora: Jangada
Série: Sim, livro 1 (série Sombras)
Temas: Policial, Mistério, Distopia
Numa sociedade corrupta e violenta, dividida pelos signos do Zodíaco, as desigualdades entre as pessoas vêm do berço e continuam por toda a vida. Assassinatos passam a ocorrer com brutalidade incomum, e as vítimas parecem não ter nada em comum. Seriam esses crimes uma rebelião contra o sistema ou obra de um serial killer? Para encontrar uma resposta, o detetive Jerome Burton se junta à astróloga forense Lindi Childs. Juntos eles percorrem uma trajetória sombria para tentar desvendar uma história tenebrosa de traição, amores perdidos, promessas quebradas e uma verdade devastadora capaz de abalar o mundo em que vivem...
>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
"Rachel ia chegar atrasada no primeiro dia de trabalho, mas a culpa não era dela."

RESENHA<<<
Mais um livro de distopia aqui no blog e desta vez o autor misturou essa ideia com os signos do zodíaco. Olha, a ideia foi bem interessante, além do mais ele misturou um pouco de suspense e aumentou a idade dos protagonistas (geralmente tende a ser algo na faixa de 16 anos), mas aqui os protagonistas têm uns 30 anos.

Começo pela ideia de separar a cidade e a vida das pessoas por signos foi uma ideia bem diferente, pegando os elementos – água, fogo, terra, ar – e como isso acaba incentivando ou definindo alguém de algum signo. Por exemplo, os arianos estão sempre ligados ao fogo e a impulsividade, então nesse livro eles são os pobres, violentos e moram em bairros pobres.

Outra coisa é a ideia de ter filhos seguindo o signo dos pais, senão os mesmos serão separados e/ou hostilizados por outras pessoas e vizinhanças, já que cada signo deve morar em um determinado bairro.

Não sei se vocês já viram ‘Minority Report’, mas tem muitas coisas aqui que me lembrou a essência do filme, a utilização de mapas astrais para saber com precisão quem você será ou como você pode ser influenciado pelas estrelas. Tem uns momentos bem bizarros e dá aquela sensação de mesmo que você queira ser outra coisa, você nasceu sob o signo X e será sempre assim. Uma boa questão para pensar.

O livro traz um suspense ligado a mortes, onde todos querem colocar a culpa nos arianos, mas a ideia vem de algum tempo atrás. Na verdade, a ideia é ótima, mas confesso que fiquei perdida quando os capítulos com o passado entravam em cena, pois eu não estava entendendo de que data era aquilo. E a gente só tem alguma informação quase no meio do livro. Até conseguir me entender foi difícil me concentrar e fazer as ligações. Podia ter algo simples indicando essa mudança (no passado, antes, há 10 anos), até porque esses acontecimentos são importantes e só me dei conta depois de algum tempo por causa dessa falta.

Os parágrafos são bem dinâmicos e intensos, a ideia foi bem construída e temos bons personagens, cada um com uma ideia diferente de como deve reagir as questões de separações por signos e como isso pode afetar a vida.

Foi um livro que apesar de ter uma pegada de distopia, tem muita cara de atual, quando a gente relaciona com imigração, com classes sociais e como a internet pode ajudar/prejudicar as pessoas hoje em dia. O autor acertou em cheio.

Share:

4 comentários

  1. Como assim, Andy?! Distopia?!
    Jura?! Eu tinha certeza que era um romance policial meio "true crime"!
    Agora fiquei ainda mais curiosa para conhecer essa história!!!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tbm aceitei mais na pegada policial, mas é uma distopia baseada nos signos kkkk, mas o forte nem é a distopia não...rs

      Excluir
  2. Oi Andy! Estou louca por esse livro! Amo suspense e seriais killers, e desde o lançamento quero muito ler! Mas não sabia que tudo girava ao redor dos signos, eu não imaginava isso nem de longe! O pessoal que curte isso deve ter achado o máximo! Mas tirando esse lance dos signos em si, eu gostei muito da divisão da sociedade e de como surge esse assassino e como ocorre essa corrida para prendê-lo, se ele é preso, de fato. Adorei a resenha!

    Bjoxx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A ideia de usar os signos foi bem legal sim, eu imaginei uma coisa completamente diferente kkkk

      Excluir