BOOKS || A Magia do Inverno (Tagereh Mafi)


Tradutor: Maurício Tamboni
Editora: Universo dos Livros Universo dos livros
Série: Sim, livro 2 (série Futhermore)
Temas: Infantojuvenil, Reinos, Magia, Aventura
Embarque em uma incrível jornada pela terra de Whichwood nessa impressionante continuação do aclamado best-seller Além da Magia, de Tahereh Mafi! Nossa história começa em uma noite congelante… Laylee mal consegue se lembrar dos tempos felizes antes de sua mãe morrer. Antes de seu pai, levado pela dor, perder o juízo (e o caminho), e ela ser abandonada como a única mordeshoor restante na cidade de Whichwood, destinada a passar seus dias esfregando a pele e a alma dos defuntos nos preparativos para suas vidas após a morte. Ficou fácil esquecer e ainda mais fácil ignorar não apenas sua crescente solidão, mas a forma como suas mãos exaustas, assim como seus cabelos, estão se enrijecendo e se tornando acinzentados. No entanto, alguns estranhos conhecidos irão aparecer e o mundo de Laylee irá virar de ponta-cabeça enquanto ela redescobre a magia, a cor e o poder de cura da amizade. Exuberante e encantadora, a aclamada Tahereh Mafi tece uma nova aventura mágica neste mundo persa fantasiosamente sombrio, trazendo ao público novamente Alice Queensmeadow e Oliver Newbanks, protagonistas de Além da Magia.
>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“Os primeiros flocos de neve caíam em ligeiras espirais; eram grandes como panquecas e brilhavam alvos em seus movimentos.”

RESENHA<<<
Temos mais um livro da série ‘Futhermore. Para conhecer os venenos do anterior, clique:

Sinceramente não consegui me apegar tanto em ‘A Magia do Inverno’ quanto me apeguei no livro anterior, a forma que a Mafi narra essa série não me convence muito, mas no livro anterior a história me agradou mais.

Apesar de gostar dos personagens e achar que foram bem caracterizados e de fato, o livro traz alguma moral interessante, a narrativa foi o ponto mais cansativo. Demorei horrores para ler este livro e confesso que em alguns momentos cheguei a desistir. Talvez seja a maneira de querer conversar com o leitor enquanto ela conta o que acontece que não seja exatamente a minha praia. Ela já tinha feito isso antes, e não gostei muito, mas acho que me apaguei mais a história e deixei para lá.

No livro anterior, a história girava mais em Alice e Oliver, aqui, eles ainda aparecem, mas não são os protagonistas e sim, Laylee, a menina a quem eles devem salvar e ajudar a viver melhor. Talvez seja o personagem mais bem construído e explicado da narrativa, até mesmo Alice no livro anterior não recebeu tanto carinho e detalhe quanto Laylee.

O ponto forte do livro com certeza é a amizade, a questão de saber pedir ajuda e como o ser humano é estranho e pode ser ao mesmo tempo belo e mesquinho. Aliás, a série em si trata um pouco disso com toques de magia e em algum ‘lugar que não existe’.

Acredito que pela boa mensagem que a história quer passar vale a leitura, mesmo que você demore um pouquinho para concluir.

Share:

1 comentários

  1. Oi, Andy.
    Que pena que esse segundo livro não foi tão bom quanto o primeiro.
    Mesmo assim ainda pretendo ler essa série!
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir