BOOKS || Lady Whistledown Contra-Ataca (Julia Quinn)

Autor: Julia Quinn e outros
Tradutor: Marcelo Schild, Rachel Agavino, Maria Dias e Janaína Senna
Editora: Arqueiro
Série: Sim, livro 1 (série Sonhos de Avalon) 
Temas: Contos, Romance de Época, Comportamento
Com a participação especial da famosa cronista da sociedade criada por Julia Quinn, Lady Whistledown Contra-Ataca é formado pelas narrativas curtas de quatro escritoras consagradas, tendo como fio condutor o roubo de uma pulseira milionária. Seus contos são como pérolas que se unem e formam uma peça de valor inestimável.
Quem roubou o bracelete de lady Neeley?
Terá sido o caça-dotes? O apostador? A criada? Ou o libertino? Londres está fervendo com as especulações, mas, se ainda restam muitas dúvidas, pelo menos uma coisa é certa: um desses quatro está envolvido no crime.
Crônicas da sociedade de lady Whistledown, maio de 1816
Julia Quinn encanta...
Um belo caçador de fortunas foi enfeitiçado pela debutante mais desejada da temporada. Agora ele precisa provar que o que deseja é o coração da jovem, não o dote dela.
Mia Ryan delicia...
Uma criada adorável e espirituosa está deslumbrada com as atenções românticas que tem recebido de um charmoso conde. Mas um relacionamento entre eles seria escandaloso e poderia arruinar a reputação dos dois.
Suzanne Enoch fascina..
Uma jovem inocente que passou a vida evitando escândalos de repente se vê secretamente cortejada pelo maior libertino de Londres.
Karen Hawkins seduz...
Um visconde que vaga sem destino volta para casa para reacender o fogo da paixão de seu casamento, mas descobre que sua linda e decidida esposa não será conquistada tão facilmente.
>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“O evento mais cobiçado desta semana parece ser o iminente o jantar de lady Neely, a ser realizado na noite de terça-feira.”

RESENHA<<<
Antes de qualquer coisa, preciso confessar: só li o primeiro livro da Julia Quinn dos Bridgerton (logo que foi lançado, o que já faz um bom tempo) e por isso, não faço ideia de quem seja a famosa LadyWhistledown. Isso posto, vamos lá…

Todas as histórias ocorrem mais ou menos ao tempo, apesar de eu só ter me dado conta disso quase na metade do livro, completamente culpa da minha distração com datas, pois estão todas ali nos artigos da Lady. Esse detalhe deixou tudo muito mais legal, já que tropeçamos com vários personagens em momentos marcantes de cada uma das histórias. O furto de uma pulseira é um dos eventos presentes em todas as histórias e é bem interessante ver os diferentes pontos de vista, fica sempre aquela duvida se conseguimos perceber algum detalhe que dê dicas de quem é o larápio.

Julia Quinn apresenta o casal fofo da vez que tem como obstáculo as fofocas de Lady Whistledon e o peso do dote da Srta Tillie, que descobre-se apaixonada pelo amigo de seu falecido irmão, Sr Thompson.

Mia Ryan, com a narrativa que me conquistou, na história mais curta do livro mostra a srta. Bella Martin descobrindo a si mesma e conquistando o que toda moça da sua época desejava. Leitura fluida que me deixou com gostinho de quero mais!

O patinho (nada) feio de Suzanne Enoch, Srta Charlotte conquista o libertino mais famoso da temporada, Conde de Matson, mesmo que ela mesma não entenda bem como que isso é possível.

A última história assinada por Karen Hawkins, tem meu tema favorito dentro dos romances de época, aquele casal super apaixonado que se separa por algum infortúnio e precisa se redescobrir e tudo isso coberto com um toque de sensualidade.

Um livro de “contos” com os nomes de peso de Julia Quinn e Suzanne Enoch, não nos deixa com dúvida sobre se vale a pena ou não ler: é claro que vale! E de brinde, fui deliciosamente surpreendida pelas outras duas autoras, até então desconhecidas para mim.
Não sei se faz parte do projeto das autoras, mas as protagonistas fogem em algum ponto do estereotipo da época e colocam em foco questões ligadas a independência feminina, assunto que continua atual!

Livro super recomendado para aquela tarde gostosa de leitura em que tudo que se quer é um livro que não te decepciona e ainda te deixa querendo mais!!
P.S. Já está na lista de leitura para 2018 a série dos Bridgerton ;)

Quem é Debbie?
Debbie Mendes, 33 anos, leitora desde que se conhece por gente, fotógrafa aprendiz, mãe da verborrárgica Isadora e eternamente enrolada com todas as milhões de coisas que faz.

Share:

1 comentários

  1. Oi, Debbie.
    Eu também não tinha ideia de quem era Lady Whistledown, mas amei esse livro!
    Comecei a ler os livros da Julia Quinn no ano passado, mas ainda não li nenhum de Os Bridgertons! Pretendo corrigir isso também nesse ano!! Rs...
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir