BOOKS || Meia Guerra (Joe Ambercrombie)

Autor: Joe Ambercrombie
Tradutor: Alves Calado
Editora: Arqueiro
Série: Sim, livro 3 (série Mar Despedaçado) 
Temas: Fantasia, Aventura, Vikings, Reinados
Apenas meia guerra é travada com espadas.
A outra metade é travada com palavras.
A princesa Skara vê todos os que ama morrerem na sua frente e o seu palácio ser consumido pelas chamas. Tudo o que lhe resta são palavras... Mas palavras podem ser tão letais quanto armas. Disposta a se vingar, ela enfrenta seus medos e aguça a inteligência, indo atrás de pai Yarvi.
O ministro de Gettland já percorreu um longo caminho desde a escravidão, fazendo aliados entre antigos rivais e estabelecendo uma paz instável. Porém, agora, a cruel avó Wexen arregimenta o maior exército desde que os elfos guerrearam contra a Divindade Única e põe Yilling, o Brilhante, como seu comandante – um homem que venera apenas a Morte.
Skara pode ser a peça que faltava para forjar de vez a aliança entre Gettland e Vansterland, alicerçada na fortaleza de seus antepassados, pronta a enfrentar a fúria do Rei Supremo. Nessa guerra, ela contará com o apoio de uma ministra inexperiente, mas leal, e de um matador imprudente que espera superar fantasmas de antigos conflitos sangrentos.
Neste último episódio da série Mar Despedaçado, finalista do British Fantasy Awards, Skara e Yarvi lideram a grande e aguardada batalha rumo a um desfecho inimaginável.
>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“– Perdemos – disse o rei Fynn, fitando sua cerveja.”

RESENHA<<<
E mais uma saga é finalizada aqui no blog, para saber os venenos dos anteriores, clique:

Olha, cheguei ao final deste livro um pouco perdida. Não amei a escrita de Joe Ambercrombie logo de cara, mas aos poucos fui aprendendo as manias do autor em sua escrita, onde ele ‘pesava’ mais a mão e pequenos detalhes ali e aqui que fui me agarrando para continuar nessa grande aventura, mas este livro, senti em diversos momentos que era algo meio fora de si. Uma espécie de spin-off ou coisa do gênero. Ele parece que se desviou de muitas coisas.

Yarvi é um personagem que aprendemos a amar no livro 1, e no final do mesmo tem uma pequena reviravolta em sua vida, no livro 2, ele surge ainda mais interessante e parece superar os acontecimentos do anterior e embarca em uma grande jornada, mas aqui, ele meio que se transformou e nem falo isso de uma maneira positiva, foi algo insano, intenso e meio nonsense.

Thorn quase não aparece neste livro, e olha que no anterior ela foi sensacional. Adorei tanto a menina, sua força, garra e coragem. Seu relacionamento com Yarvi é uma batalha interessante, já que ela é a força e ele seria a inteligência. Mas aqui, ela ficou esquecida e essa dinâmica do livro anterior foi em vão.

A princesa Skara foi um personagem que simplesmente não curti, eu meio senti que ela foi jogada na história para ter uma grande guerra épica e talvez assim fechar a história. Mas ela simplesmente não me convenceu, achei chata a maior parte do tempo, mas reconheço que ela passou de uma garotinha boba e fraca para uma rainha de respeito ao longo das páginas. Talvez tenha sido a única personagem que evolui bem neste livro.

O final dos personagens foi de quebrar o coração, não apenas dos 3 acima citados, mas diversos outros. Entendo que o autor mostra sobre o poder, corrupção, tentativas de vinganças e outras coisas, mas sei lá. Muitas vezes fiquei com a sensação que este livro fugia completamente dos outros dois. Como se o autor tivesse escrito em um momento de raiva ou passando por maus momentos em sua vida.

Mas a batalha foi épica, temos ótimas frases para guardar em nossa caixa de frases inspiradoras e como sempre, após se acostumar com a narrativa do autor você quer ler as páginas e saber o que de fato irá acontecer com o destino do Mar Despedaçado e com cada um dos seus integrantes...

"- Apenas meia guerra é travada com espadas.
- Ela pressionou a ponta do dedo na lateral da cabeça
com tanta força que doeu, acrescentando:

- A outra metade é travada aqui."

Share:

2 comentários

  1. Adorei o livro um de cara, achei tão envolvente... Ainda não consegui ler o segundo, mas sigo animada. Excelente resenha.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Andy.
    Acho sempre uma delícia chegar ao final de uma série, mas é estranho quando os livros parecem diferentes entre si. Será que o autor se revoltou no meio do caminho?! Rs...
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir