BOOKS || Tash & Tolstói (Kathryn Ormsbee)

Autor: Kathryn Ormsbee
Tradutor: Lígia Azevedo
Editora: Seguinte
Série: Não
Temas: Releitura, Jovem-Adulto, Relacionamentos, Romance
Natasha Zelenka é apaixonada por filmes antigos, livros clássicos e pelo escritor russo Liev Tolstói. Tanto que Famílias Infelizes, a websérie que a garota produz no YouTube com Jack, sua melhor amiga, é uma adaptação moderna de Anna Kariênina. Quando o canal viraliza da noite para o dia, a súbita fama rende milhares de seguidores e, para surpresa de todos, uma indicação à Tuba Dourada, o Oscar das webséries. Esse evento é a grande chance de Tash conhecer pessoalmente Thom, um youtuber de quem sempre foi a fim. Agora, só falta criar coragem para contar a ele que é uma assexual romântica ou seja, ela se interessa romanticamente por garotos, mas não sente atração sexual por eles. O que Tash mais gostaria de saber é- o que Tolstói faria? 
>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“Não é engraçado como algo pode ser uma piada por muito tempo e de repente não ser mais?”

RESENHA<<<
Em ‘Tash e Tolstói’ temos Natasha ou Tash como ela é conhecida. Tash é fascinada por Tolstói e com a fascinação dela ela desenvolveu uma websérie "Famílias Infelizes" onde é produtora e que passa no Youtube e é uma espécie de adaptação de Anna Karênina. Ela é muito dedicada e aprecia muito esse tipo de escrita.

Para Tash seu canal no youtube e sua websérie são mais que um hobby, é amor e ela faz por isso; não importando se tem muitos views ou comentários. Mas quando ela é vista por uma das maiores Youtubers que indica seu canal as coisas mudam. Suas visualizações, comentários e etc. Ou seja, ela bomba na net literalmente.

Todos que interpretam a websérie ficam eufóricos menos Klaudie, irmã de Tash, por mais inacreditável que possa ser, afinal o que um youtuber quer? Ser visto, curtido, comentado. E quando a coisa estoura Klaudie parece não se interessar mais; então rola aquele desencontro de pensamentos entre elas; mas como se diz por aqui o barco segue e as coisas continuam mesmo que Klaudie não queira mais fazer parte daquilo, Tash tem muitos seguidores para tomar conta e outras coisas em mente, além de uma grande oportunidade de concorrer um prêmio muito bacana e isso deixa Tash eufórica, porém falta o principal para isso acontecer "dinheiro" coisa que não tem e logo ela descobre que seus pais estão esperando outro bebê.. Mas heim? Ela não gosta muito da notícia e as coisas passam a não ser tão interessantes depois disso e de Klaudie. De certa maneira!

Tash e Tolstói traz muitas questões como os bastidores dos youtubers. Vida pessoal, incluindo sua preferência sexual que é no mínimo intrigante e para muitos até algo que nunca se ouviu falar. Tash é assexual, porém essa opção tem muitas ramificações.

*Assexualidade humana: é a pessoa que não tem desejo sexual por outras pessoas.
(fonte: http://assexuadosbrasil.blogspot.com.br/p/ramificacoes-da-assexualidade.html)

Eles não têm interesse sexual por nenhum dos gêneros; porém como eu disse as ramificações para o termo são muitas e Tash tem interesses românticos pelo sexo oposto, então ela está classificada como heteroromantc. Tem interesse romântico, mas não tem desejos sexuais.

Ela é adolescente, pude perceber que bastante inteligente e uma personagem palpável, pois percebemos coisas e fatos do dia a dia e até relacionar a alguém que conhecemos. Ela sente de maneira profunda tudo que se passa ao seu redor e todos os seus momentos. Ela se irrita, ela é amável e também honesta. Ela é como uma pessoa de verdade, com problemas e sentimentos reais e sinceramente o livro é incrível! Deveria ser lido e apreciado por todos.

Mas não esperem algo sobre Tolstói ou suas obras em si.. Essa história é sobre Tash e sua paixão por Tolstói e sobre toda sua vida e personalidade e sentimentos que parecem uma enorme montanha russa de emoções muito bem relatadas e descritas; com uma cadência perfeita a cada virada de página! Ela é uma pessoa em formação ou no mínimo que acredita que mesmo em toda sua honestidade não pode por exemplo contar sobre sua preferência sexual. E nesse meio todo há um menino por quem ela se interessa. Mas do jeito dela. Não há a questão sexual. Como expliquei acima. A única pessoa que sabe da preferência de Tash é sua melhor amiga.

Temos muitos personagens marcantes e interessantes no enredo deste livro, mas vou me conter e dizer para vocês que cada um ganhou um pedacinho do meu coração!
#xonei


Share:

2 comentários

  1. Oi, Karini.
    Gostei bastante da sua resenha, mas confesso que detestei o livro!
    Acho que o problema é que a Tash me deu muita raiva. Achei ela uma pessoa terrível, uma péssima amiga... E ficava usando a sua assexualidade como muleta para ser malvada com as pessoas!
    Para mim não rolou!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Camila, eu gostei da história em si, mas tbm achei isso da Tash. Se ela fosse de verdade já teria largado de mão se fosse uma amiga ou conhecida... mto malinha kkkkk

      Excluir