BOOKS || A Mulher Na Cabine 10 (Ruth Ware)

Autor: Ruth Ware
Tradutor: Alyda Suer
Editora: Rocco
Série: Não 
Temas: Ficção, Mistério, Suspense, Lit. Estrangeira
Aclamado pela crítica e há mais de 30 semanas na lista dos mais vendidos do The New York Times, A mulher na cabine 10 estabelece de vez Ruth Ware como um dos grandes nomes do suspense contemporâneo, na melhor tradição de Agatha Christie. No livro, uma jornalista de turismo tenta se recuperar de um trauma quando é convidada para cobrir a viagem inaugural de um luxuoso navio. Mas, o que parecia a oportunidade perfeita para se esquecer dos recentes acontecimentos acaba se tornando um pesadelo quando, numa noite durante o cruzeiro, ela vê um corpo sendo jogado ao mar da cabine vizinha à sua. E o pior: os registros do navio mostram que ninguém se hospedara ao seu lado e que a lista de passageiros está completa. Abalada emocionalmente e desacreditada por todos, Lo Blacklock precisa encarar a possibilidade de que talvez tenha cometido um terrível engano. Ou encontrar qualquer prova de que foi testemunha de um crime e de que há um assassino entre as cabines e salões luxuosos e os passageiros indiferentes do Aurora Boreal. 
>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“No meu sonho, a menina estava se afastando, cada vez mais fundo sob o quebrar das ondas e o gritos das gaivotas, nas profundezas geladas e sem luz do Mar do Norte.”

RESENHA<<<
Hoje venho falar sobre ‘A Mulher na Cabine 10’ lançamento que eu super queria da Editora Rocco; estava super ansiosa por esta leitura.

Minha primeira experiência com a autora foi com o livro ‘Em um Bosque Muito Escuro’, que eu não considerei fantástico, mas vi um potencial para que a autora fosse amadurecendo sua escrita. Então veio esse lançamento. O que falar sobre esse livro? Um Thriller bom, mas que me deixou na expectativa de mais!

Nessa história vamos conhecer Laura, uma mulher com emprego de jornalista, que durante um trabalho em que vai cobrir a inauguração de um cruzeiro luxuoso acaba sendo testemunha de um crime. Mas não é tão simples quanto parece; um crime sem vítimas, sem outras testemunhas mais palpáveis ou provas contundentes de que realmente ocorreu. Laura é muito obcecada, paranoica, então fica aquela dúvida - será mesmo que ocorreu um crime ou será ilusão ou peça da mente de Laura? A premissa é espetacular, a trama pensada excelente, mas deixou a desejar em alguns pontos, esperava uma trama como uma teia; mas a autora não nos dá isso, ela nos deixa margem para pensar e tirar conclusões e acho que isso foi um erro, pois o que tinha em mãos daria um "livrão".

Cresci lendo grandes mestres do suspense, fui apresentada a Thrillers psicológicos de dar arrepios e infelizmente tenho que dizer que esse é um daqueles livros que tinha tudo para ser "o livro", mas foi apenas mais um livro! Nem ruim, nem excelente. Apenas bom!

Em certo ponto do enredo senti falta de maestria para juntar todo emaranhado da teia que se formou e nos dar motivos, explicações e nos provar a que veio, explicar os pontos. Não sei se foi apenas comigo, mas percebi que algumas coisas pareceram um pouco absurdas demais ou sem sentido, enquanto outras me foram jogadas e deixou aquela sensação de que faltou algo mais ou talvez nem a autora tivesse certeza do que fazer daquele ponto em diante!

Aqui temos mais uma vez, o que temos visto em outros livros do gênero, uma testemunha para um crime que supostamente não ocorreu, já que não temos vítima ou provas. Laura não é confiável, como mencionei acima, ela é obcecada, paranoica e tem outros problemas, o pacote é muito bom, não me entendam mau. Mas é só isso bom! Eu esperava bem mais! 

Mas mesmo com essas falhas, que talvez tenham sido expectativas demais em cima da trama eu considero uma boa leitura!

Share:

1 comentários

  1. Oi, Karini.
    Estou me preparando para ler esse livro porque teremos Clube do Livro dele no final desse mês! Mas agora já sei para ler sem grandes expectativas!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir