BOOKS || Só Escute (Sarah Dessen)

Autor: Sarah Dessen
Tradutor: Alessandra Esteche
Editora: Seguinte
Série: Não
Temas: Jovem-Adulto, Romance, Comportamento
Para encarar a verdade, você precisa estar disposta a ouvi-la.
Ano passado, Annabel era a típica “garota que tem tudo” — inclusive era esse o papel que interpretava no comercial de uma loja de departamentos da cidade. Este ano, porém, ela é a garota que não tem nada: não tem mais a amizade de Sophie; não tem uma família feliz desde a descoberta do distúrbio alimentar de uma de suas irmãs; e não tem ninguém com quem passar a hora do almoço na escola. Até conhecer Owen Armstrong.
Alto, misterioso e obcecado por música, Owen é um garoto que vivia se metendo em brigas, mas agora está tentando mudar. Um de seus novos lemas é sempre falar a verdade, não importa qual seja, e jamais guardar ressentimentos.
Será que com a ajuda desse amigo inesperado Annabel vai conseguir encarar a verdade e enfrentar o que aconteceu na noite em que brigou com Sophie?
>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“Gravei o comercial em abril, antes de tudo acontecer, e logo esqueci.”

RESENHA<<<
Meu sentimento com Sarah Dessen é algo entre amor e mais ou menos. Então sempre fico curiosa sobre o que vem a seguir da autora, para ver em que categoria irei classificar! rsrs
Eu sou esquisita, eu sei!

"Para encarar a verdade,
você precisa estar disposto a ouvi-la."

Pela primeira vez em um longo tempo de leitura da Dessen, posso dizer que ela conseguiu de fato me tocar de maneira intensa e profunda. O tema que tenho em mãos traz um assunto de meu interesse completo, que é família e suas nuances, mesmo que ainda traga temas como a busca constante pela perfeição implícita pela sociedade da moda. Apesar de antes, já ter lido coisas dela que abordavam o mesmo tema (família), porém nada foi tão "profundo" quanto esse foi, até o momento. As questões aqui abordadas mexeram muito comigo por motivos diversos e pessoais do dia a dia que envolve eu mesma e amigos próximos!

Dessen não é nem de longe minha autora preferida, como eu disse estou sempre na dúvida sobre se realmente gosto dessa autora; mas posso dizer que esse livro foi uma espécie de divisor de águas que fez com que a autora subisse um nível no meu conceito e um nível "bem bom!".

A história se inicia nos contando sobre as irmãs de Annabel, cada uma de suas irmãs atuam como uma espécie de modelo em comerciais, além de desfiles (olha que isso é discutido aqui em casa desde que minha caçula nasceu, com uma beleza exótica e QI acima do normal). Bom, essas irmãs têm suas funções dentro do regime familiar e essa experiência de vida que elas praticam tiveram um impacto diferenciado sobre cada uma das meninas. As questões em torno desse mundo de glamour são muitos e na família de Annabel. Trazendo temas fortes como anorexia, complexos, a busca constante pela perfeição entre outros. Uma de suas irmãs tem anorexia, enquanto a outra irmã já presenciou mais do que gostaria e isso obviamente mexe com sua cabeça, a mais jovem das irmãs está cada dia mais doente.

Com isso temos uma bela perspectiva do que esperar da trama de começo, então vamos para o ponto em que a própria Annabel está vivendo seus dilemas pessoais. Ela está cada dia mais solitária, pois suas amigas a excluíram de seu meio depois de uma situação ocorrida, e depois acaba em seus momentos de solidão completa, conhecendo Owen - amante da música, nível amor e um tanto quanto menino problema e aí surge uma amizade, talvez um pouco provável antes. Já que Annabel era a menina que tinha tudo e de repente passa a não ter nada e se sentir perdida. Sua família não é tão feliz quanto imaginava que fosse; afinal sua irmã tem um problema grave que é a anorexia. Owen lhe parece uma ótima fuga de seus problemas apesar de confuso, problemático, misterioso e com essa coisa as vezes meio insana quanto à música. Mesmo assim a amizade surge e cresce. 

Annabel perdeu muita coisa que achava que tinha, mas não era sequer real, verdades vieram a tona e perdeu sua melhor amiga Sophie. Então uma nova amizade pode tirar o foco de todos os seus problemas e trazer uma perspectiva melhor sobre tudo que a cerca. 

Junte aqui personagens bem delineados, dramas e mais dramas, mas com uma temática série e atual, e uma coisa é fato de todos os personagens não posso deixar de dar crédito à autora por criar Annabel tão cheia de "raízes profundas" que a faz transbordas das páginas tonando-se até mesmo uma "velha conhecida". 

A história não é simplesmente rasa como algumas que li, sobre um tema forte e uma garota que tenta sobreviver aos seus problemas com novos amigos e etc. Mas sim sobre reflexões, esperança, amizade, doenças, família e acho que de tudo mais que eu possa citar aqui sobre se doar ao próximo sendo ouvidos, corpo e alma para quem precisa de você. As vezes achamos que não temos muito a oferecer, mas temos muito e não sabemos. E as vezes esse muito é quase nada perto do que muitas vezes imaginamos!

vou terminar essa resenha deixando partes da letra de uma música que escutei enquanto lia e acho que se encaixou bem na leitura.

"Não é sobre ter todas pessoas do mundo pra si
É sobre saber que em algum lugar alguém zela por ti
É sobre cantar e poder escutar mais do que a própria voz
É sobre dançar na chuva de vida que cai sobre nós"


Não é sobre ter todas pessoas do mundo pra si
É sobre saber que em algum lugar alguém zela por ti
É sobre cantar e poder escutar mais do que a própria voz
É sobre dançar na chuva de vida que cai sobre nó
s

Quem quiser ouvir a minha playlist - ou melhor, música tema dessa leitura assista abaixo:


Essa música caiu perfeito na leitura que eu fiz!


Share:

1 comentários

  1. Oi, Andy.
    Eu também me sinto estranha em relação à Sarah Dessen porque sempre acho suas histórias deprimentes, mas emocionantes... Esse não foi o meu preferido, mas gostei bastante!!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir