BOOKS || Jogo de Espelhos (Cara Delevingne e Rowan Coleman)

Autor: Cara Delevingne e Rowan Coleman
Tradutor: Alice Mello
Editora: Intrínseca
Série: Não
Temas: Jovem-Adulto, Comportamento, Relacionamento
Naomi, Rose, Leo e Red são adolescentes enfrentando aquela fase em que se relacionar no colégio é tão difícil quanto encarar os próprios problemas. Red tem uma mãe alcoólatra e um pai ausente; o irmão de Leo está na prisão; Rose usa sexo e drogas para mascarar traumas antigos e Naomi se esconde atrás de peruca e maquiagem pesada.
Quatro adolescentes tão diferentes viram melhores amigos quando são obrigados a formar uma banda. O que era uma tarefa chata vira a famosa e popular Mirror, Mirror. Através da música, eles encontram um caminho para encarar o mundo de outra forma.
Mas tudo desmorona quando Naomi some misteriosamente e é encontrada, dias depois, entre a vida e a morte. O acidente desestrutura a banda e, consequentemente, a vida de todos. A sólida relação de amizade que eles achavam estar construindo tinha uma rachadura, e tudo o que restam são dúvidas e vazios. O que aconteceu com Naomi? Foi um acidente ou um ataque? Por que ela fugiria e deixaria a banda para trás? Por que esconderia segredos dos seus melhores amigos? Para desvendar o mistério por trás dessa história, Red e os amigos entram em uma investigação que vai desenterrar seus próprios segredos obscuros e fazê-los confrontar a diferença entre o que eles realmente são de verdade e a imagem que passam para o mundo.
Em seu romance de estreia, a modelo e atriz Cara Delevingne revela mais um talento ao apresentar um olhar fresco e sagaz sobre questões atuais da juventude: amizade, bullying, identidade, gênero, transtornos emocionais, a influência perigosa das mídias sociais nas relações e o poder destruidor da imagem. 
>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“O sol nascia no horizonte enquanto íamos para casa, de braços dados, arrastando os pés ao caminhar, o calor do verão pesando no ar.”

RESENHA<<<
Esperava algo completamente diferente de ‘Jogos dos Espelhos’, achei que seria algo simples ou bem clichê, mas para o romance de estreia de Cara Delevingne, fiquei impressionada e o quanto ela soube colocar o que se passa na cabeça dos jovens e em quantas armadilhas os mesmos podem cair.

Narrado alternando o tempo (presente x passado), a história narra o encontro e ‘desencontro’ de um grupo de amigos que nada tem em comum a não ser a música e tudo porque o professor resolveu coloca-los juntos num trabalho escolar. Os quatro fogem do padrão ‘normal’, não que eles sejam os párias da escola, mas aquele estilo – atleta ou líder de torcida, ou nerd do clube de xadrez não entra aqui.

Aos poucos vamos conhecendo um pouco de cada um dos quatro integrantes – Naomi, Rose, Leo e Red. Suas vidas, suas relações com a família e escola e até mesmo o futuro de cada um deles e como a banda, que agora está fazendo um certo sucesso, muda tudo isso.

Até o momento que Naomi some e depois de muito tempo reaparece quase morta. Começam a surgir as perguntas – quem teria feito isso? Ela resolveu fugir de novo? Estava escondendo algo? Que segredos ela esconde? Há outras pessoas envolvidas?

O ritmo de leitura é muito bom, a gente de fato quer saber de cada um dos detalhes e como cada personagem foi construído, o que eles podem ou não acrescentar na situação de Naomi? Uma mistura de suspense com internet com não devemos confiar cegamente em ninguém.

As autoras foram felizes em suas descrições e até mesmo no desfecho, o que elas mostraram nesse livro com certeza está muito mais próximo da realidade do que da ficção. Elas trataram vários assuntos relacionados ao mundo adolescente – pais alcóolatras, não se reconhecer, amizade, achar que todos te odeiam ou que só quem está do outro do computador parece te entender completamente.


Foi um livro dinâmico, inteligente, tratou o adolescente de uma forma positiva e tentou mostrar algumas soluções para os problemas da adolescência, onde devemos abrir o olho para saber das coisas que estão a nossa volta. Vale a leitura!

Share:

1 comentários

  1. Oi, Andy.
    Confesso que tenho um certo preconceito com esses livros de celebridades e nem quis pedir esse livro. Mas agora, depois da sua resenha, fiquei com vontade de ler esse livro!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir