BOOKS || Antes da Queda (Noah Hawley)

Autor: Noah Hawley
Tradutor: Carolina Selvatici
Editora: Intríseca
Série: Não
Temas: Ficção, Lit. Estrangeira, Suspense
Em uma noite quente e nebulosa, onze passageiros decolam em um jatinho particular da ilha de Martha’s Vineyard em direção a Nova York. Porém, dezoito minutos depois, o imponderável acontece: a aeronave despenca no oceano. Os únicos sobreviventes são Scott Burroughs, um pintor desconhecido e fracassado, e J.J., um menino de quatro anos, filho de um magnata milionário do ramo das telecomunicações.
A riqueza e o poder de parte dos passageiros despertam as teorias mais variadas sobre a queda: tantas pessoas influentes teriam morrido em um acidente por mero acaso? Ou teria sido vingança, terrorismo, queima de arquivo? Com capítulos alternando entre os acontecimentos subsequentes à queda e o passado dos passageiros e integrantes da tripulação, o mistério que cerca a tragédia se torna cada vez maior. Enquanto as tramas dos personagens se desenrolam, estranhas coincidências apontam para uma conspiração.
Neste suspense eletrizante, Noah Hawley expõe a perversa relação entre jornalismo e entretenimento, o culto às celebridades e o lado obscuro da fama, além de refletir sobre a natureza da arte e a aleatoriedade do destino.
>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“Um avião particular está parado em uma pista de Martha’s Vineyard, em Massachusetts, Estados Unidos, as escadas da frente aberta.”

RESENHA<<<
A sinopse era boa, me chamou muita atenção, mas aos poucos fui perdendo o interesse na história. Afinal falar de um trágico acidente e de quebra descobrir que após uma queda de avião um rapaz e um garotinho conseguem sobreviver, com certeza é algo que chama e muito a atenção do leitor, mas ao alternar alguns fatos e a investigação da queda, a história acabou se tornando bem cansativa para mim.

Eu fiquei travada durante um bom tempo, simplesmente não conseguia seguir na história e aos poucos a queda do avião e seus personagens deixaram de ser interessantes e ao chegar no fim, nem foi tudo isso. Talvez devesse ter deixado de lado e voltado quando tivesse mais tempo/ paciência para ler com mais entusiasmo.

O livro é narrado alternando entre o antes da queda e o depois (a parte da investigação e como isso tudo muda para as pessoas envolvidas/ parentes das vítimas). O autor aos poucos nos conta a história de vida de cada uma das 11 pessoas dentro do jatinho particular que caiu no meio do mar, sem esconder segredos. E aos poucos sabemos o que cada um deles fazia da vida e antes de seus momentos finais.

Porém, com a questão da sobrevivência de Scott e do pequeno JJ, eles passam a ser a ‘cereja’ do bolo, afinal, sobreviver à uma queda é um feito e tanto. O desenrolar da trama entre a queda do jatinho e o envolvimento de todos, teria algum tipo de conspiração?, a questão das mídias e como elas exploram a audiência, mesmo que isso detone uma pessoa e até mesmo sobre ganância financeira aparece por aqui.

O autor Noah Hawley é eficiente na construção da narrativa. Alternando entre eventos que detalham a rotina das vítimas horas antes do acidente e a cobertura intensa da imprensa sedenta por descobrir a verdade, ele envolve o leitor com facilidade. 

Outro tema é sobre como seguir com a vida depois de uma tragédia, seja para quem sobrevive e mesmo os parentes das vítimas. Qual o impacto disso? Como voltar ao seu mundo depois que algo assim acontece? O que muda? Um dos pontos é da tia que passa a ser tutora do sobrinho e seu marido vê a criança como uma fonte de dinheiro para realizar seus sonhos/ desejos.


A história em si teve muitos pontos bons, até mesmo os personagens eram de certa forma interessante, mas as paradas e drásticas mudanças para apresentar os fatos de cada um dos passageiros, as vezes coisas nada a ver, fez com que a mesma perdesse o fôlego e aos pouco fosse me desencantando. Acabando não fluindo de forma que gostaria de ter lido.

Share:

0 comentários