BOOKS || O Beijo Traiçoeiro (Erin Beaty)

Autor: Erin Beaty
Tradutor: Guilherme Miranda
Editora: Seguinte
Série: Sim, livro 1 (série Traitor’s)
Temas: Jovem-Adulto, Suspense, Fantasia
Com sua língua afiada e seu temperamento rebelde, Sage Fowler está longe de ser considerada uma dama — e não dá a mínima para isso. Depois de ser julgada inapta para o casamento, Sage acaba se tornando aprendiz de casamenteira e logo recebe uma tarefa importante: acompanhar a comitiva de jovens damas da nobreza a caminho do Concordium, um evento na capital do reino, onde uniões entre grandes famílias são firmadas. Para formar bons pares, Sage anota em um livro tudo o que consegue descobrir sobre as garotas e seus pretendentes — inclusive os oficiais de alta patente encarregados de proteger o grupo durante essa longa jornada. Conforme a escolta militar percebe uma conspiração se formando, Sage é recrutada por um belo soldado para conseguir informações. Quanto mais descobre em sua espionagem, mais ela se envolve numa teia de disfarces, intrigas e identidades secretas. E, com o destino do reino em jogo, a última coisa que esperava era viver um romance de tirar o fôlego.
>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“Tio William tinha voltado mais de uma hora antes, mas ainda não a havia chamado.”

RESENHA<<<
Esperava pouca coisa do livro, algo simples, leve e uma leitura sem grandes pretensões..., mas fui surpreendida de maneira positiva e aos poucos queria saber mais e mais da vida de Sage e como seria o dia a dia da vida de uma aprendiz de casamenteira.

A história se centra nos papeis que desempenhamos, seja por nossa própria vontade ou porque alguém nos pediu para fazer ou até mesmo por ser uma máscara para passar desapercebido na Sociedade ou mesmo pela vida. Sage não quer se casar, ela é culta e acha que tem um destino mais interessante do que ficar ligada à alguém, mas por ser órfã e estar sob os cuidados do tio, ele que decide o que é melhor para ela.

Srta. Rodelle é uma alta casamenteira, ou seja, se os casamentos não passam pelo ‘arranjo’ ou outra pessoa equivalente ao seu cargo de outras cidades, aquele casal/família estará em maus lençóis, como aconteceu com a nossa protagonista, pois, seus pais casaram por amor e não interesse e com isso eles ficaram sem status.

Rodelle é uma personagem perspicaz, alguém importante e que de fato ‘manda’ em muitas situações na economia e alianças da cidade, mas ao mesmo tempo é capaz de ser sutil e perceber se uma moça vai cair nas garras de um marido ruim (que venha agredir a moça, ou que não possa sustenta-la ou até mesmo fazê-la feliz dentro do mundo criado pela autora). Não diria que ela é quem comanda/sugere alianças e afins, mas sua opinião é de fato valorizada.

As meninas que Sage precisa acompanhar para serem selecionadas para casar são os mais diferentes tipos, nos mostram como podemos ter pré-julgamentos, ser realmente mesquinhos e achar que todos precisam girar ao nosso redor e pessoas simples, atenciosas e que não se importam com a origem, e sim, com quem de fato a pessoa é. Confesso que tinha momentos que essas meninas me davam nos nervos, vontade de entrar no livro e apertar uns pescocinhos...

A entrada da ‘Guarda Real’ é onde a história de fato ganha ritmo, cor e o ar de aventura. No encontro de Sage com as altas patentes é cercado de confusão, trocas de identidades, mas ao mesmo tempo há um certo interesse pelo fato dela ser observadora e poder se misturar e descobrir o que está acontecendo sem levantar muitas suspeitas.

A narrativa flui de maneira fácil e nos dá vontade de continuar cada vez mais, ficamos ansiosos por cada capítulo e interação entre todos os personagens, cada um desenvolve um papel importante, mesmo os secundários. A autora consegue nos apresentar uma ideia bacana, bem escrita e nós desejamos seguir do início ao fim as aventuras da jovem.

Mas, ao mesmo tempo, ela coloca pontos interessantes de serem observados – a questão de pai/tio/irmão definir o destino da mulher, mulher ainda ser tratada como algo ‘inferior’, a própria desunião entre as meninas, mesmo que todas saibam que terão o mesmo destino – precisa casar com alguém que não amem por causa de política.


Ansiosa pela continuação e aguardando desesperada para saber com que a autora irá nos brindar no próximo livro...

Share:

10 comentários

  1. Oi, Andy.
    Recebi esse livro, mas estava meio desanimada para ler. Depois da sua resenha, acho que vou dar uma chance a esse livro logo mais!!
    Gostei dos pontos que você apontou e fiquei curiosa!!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  2. Oi Andy! Vi muitas resenhas sobre este livro, mas não havia de fato lido nenhuma. Agora sua resenha me deixou com vontade de quero mais! O livro parece ser de simples leitura e com aquelas histórias leves, bem escritas que deixam a curiosidade atiçada!
    Adoraria ler!
    Bjoxx ♥

    ResponderExcluir
  3. Já gostei pela garota cheia de sonhos de mais do que só casar. A premissa do livro chama atenção e a garota me ganhou só com isso. E ver esse contraste com as outras deve ser bem legal. Pelo visto dá nos nervos essas meninas, mas aí só vendo como é a história e o que pode trazer pra leitura, o que cada perosnagem representa e coisa e tal. Tem aí uma história bem interessante e que pode ficar muito boa ao longo de outros livros.
    E nossa, me dá aquela certa raiva de ler coisas onde a cultura do pessoal é ainda achar mulher inferior ou com um papel irrelevante sabe? Se tiver coisas assim já vi tudo... Mas ao mesmo tempo que odeio isso, adoro ler esses negócios. Vai entender xD
    Fiquei curiosa com esse livro e todas as questões legais que ele pode ter.

    ResponderExcluir
  4. Oi Andy!
    Fiquei bem surpreso já com a sinopse, pois no inicio parece um YA comum ou até um chick-lit, porém dá pra perceber que não é nada disso e a história vai evoluir bastante.
    Vi muitos comentarios positivos desse livro e elogios à personagem principal por sua personalidade.
    Quero saber que conspiração é essa...
    Ansioso para ler em breve.
    Joseph Luis
    joseph_luis09@hotmail.com

    ResponderExcluir
  5. Andreia!
    Gostei muito de ver que além do romance, há todo um enredo de espionagem, traições, aventura e todo um enredo por traz, além de trazer uma protagonista forte, romântica e que ainda é suspeita de ser espiã, fiquei muito fascinada e quero poder ler.
    Sem contar que a capa é realmente linda!
    Desejo um final de semana carregadinho de luz e paz!
    “ Inteligência não é não cometer erros, mas saber resolvê-los rapidamente.” (Bertolt Brecht)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA novembro 3 livros, 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  6. Achei a temática do livro bem diferente, eu nunca pensaria em algo assim, talvez um chick-lit, mas no mundo moderno, não em outro momento. Enfim pelas suas impressões fiquei com vontade de ler.

    Miquilis: Bru

    ResponderExcluir
  7. Estou de olho nesse livro desde que foi anunciado. Tudo o que leio dele só aumenta mais a vontade de ler, os pontos positivos apontados tem tudo para fazer um livraço muito bom. Curti demais!

    ResponderExcluir
  8. Fico feliz ao ler essa resenha tão positiva a respeito da obra.
    Estou bem animada para ler o livro desde quando vi pela primeira vez. Essa capa está incrível e a história parece estar bem construída também.
    Tem um certo diferencial que chama bastante a atenção também e espero ler em breve.
    Sua resenha me deixou ainda mais curiosa <3
    Beijos
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  9. E tão satisfatório quando uma leitura nos surpreende, vejo que este foi o seu caso, esperava algo calmo, sem muitas aventuras, mas se deparou com uma estória muito bem construída, que nos faz refletir sobre diversos assuntos, como pré julgamentos, a forma como queremos que as pessoas sigam certos comportamentos e atitudes. Enfim, de modo geral esta foi uma obra que me agradou, e já estou ansiosa para ter o livro em mãos.

    SORTEIO NO AR: http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi.
    Eu estou encantada com a premissa desse livro, pois tenho certeza que irei amar lê-lo, eu curto bastante livros que nos mostram personagens que são foda dos padrões, mas que ao mesmo tempo, nos faz refletir sobre diferentes assuntos, nesse caso o pré-julgamento, enfim, não vejo a hora de ler.
    Bjs.

    ResponderExcluir