MOVIES || Piratas do Caribe: A Maldição de Salazar

Título no Brasil: Piratas do Caribe: A Vingança de Salazar                                                                            
Título Original: Pirates of the Caribbean: Dead Men Tell No Tales
País de Origem:  EUA
Gênero: Aventura, Fantasia, Ação
Duração: 129mim
Estreia no Brasil: 25/maio/2017
Direção:  Joachin Ronning, Espen Sandberg
Em Piratas do Caribe 5: A Vingança de Salazar, o Capitão Jack Sparrow se encontra com os ventos da má sorte soprando com mais força quando um grupo piratas fantasmas são liberados por um velho inimigo: Capitão Salazar, que depois de escapar do Triângulo do Diabo está determinado a matar todos os piratas do mar, principalmente Jack Sparrow. Sua única esperança de sobrevivência é a busca pelo lendário Tridente de Poseidon – um artefato poderoso que dá ao seu possuidor o controle dos sete mares.
Para encontrá-lo, ele tem que fazer uma aliança com a brilhante astrônoma Carina Smyth e o teimoso marujo Henry.

RESENHA <<<
Mais um filme da franquia ‘Piratas do Caribe’ chega as nossas telonas. Depois de uma espera de quase 6 anos, eis que o quinto filme da franquia aparece por aqui e como sempre com muitas críticas, recordes de bilheteria e todo mundo querendo ver.

Para mim, ‘Piratas do Caribe’ é um filme para se divertir, daqueles que você passa aquelas duas horas dentro do cinema rindo, se divertindo, vendo uns efeitos especiais mais ou menos e uma ou outra coisa de 3D. não é ‘O’ filme, mas vale o ingresso.

Outra coisa que percebi mais nesse filme; como todos eles são sempre no mesmo esquema – alguma mitologia, alguém precisa do Jack, navega-se até o misterioso local, brigas e um final feliz (ou tão feliz quanto possível). Neste quarto filme, continuamos nesse mesmo esquema, pode ter uma ou outra situação que foge um pouco, mas a ideia geral é essa.

Talvez o que sustente a franquia seja Johnny Depp como Sparrow, seu personagem inusitado, falastrão, cheio de truques e manias. Claro que há coisas em excesso e repetitiva, mas acho que no dia que Depp desistir de seu personagem, a franquia chega ao fim. Por outro lado, o casal principal neste filme não foi tão impactante quanto os dos filmes anteriores. Não sei se pela mitologia envolvida – meio fraca e óbvia, ou se eles eram sem graça mesmo.

Um ponto bacana foi ver algumas coisas sendo fechadas e a história de Salazar sendo contada, para mim, o ‘vilão’ foi quem mereceu o destaque. Apesar de uma certa simplicidade, sua história foi bem traçada. Gostei de ver algo ligado ao início da vida de Jack como capitão.


Dizem que este seria o último filme da franquia, porém, hoje em dia vejo que quanto mais dá dinheiro, mais teremos aquilo. Não sei se ele manterá a mesma cifra dos anteriores, e ao mesmo tempo me pergunto se há folego para mais. Como foram quase 6 anos entre o anterior e esse, podemos esperar algo do tipo e quem sabe não surja algo épico?!

Share:

0 comentários