BOOKS || Os Guardiões do Sangue (Carter Roy)

Autor: Carter Roy
Tradutor: Yuri Riccaldone
Editora: Rocco
Série: Sim, livro 1 (série Guardiões de Sangue)
Temas: Infantojuvenil, Aventura, Ação
Ronan Truelove tem 13 anos e uma vida normal até o dia em que sua mãe, após buscá-lo na escola, se envolve numa perseguição em alta velocidade. Sem entender muito bem o que está acontecendo, Ronan descobre que seu pai foi sequestrado e que a mãe faz parte de uma antiga ordem, os Guardiões do Sangue, formada por espadachins responsáveis por proteger os Puros. De repente, toda a agenda de atividades extracurriculares – ginástica, judô e até treinamento de sobrevivência – de Ronan começa a fazer sentido, afinal, ele se vê no meio de uma aventura tão perigosa quanto emocionante para garantir o bem-estar das 36 almas nobres que mantém o equilíbrio do mundo. Em meio a surpresas e perigos de todos os tipos, Ronan se alia a parceiros improváveis, se apaixona, descobre talentos que nem imaginava que possuía e, principalmente, encontra seu verdadeiro propósito.
>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“Não fui eu quem botou fogo na casa.”

RESENHA<<<
Tinha algum tempo que não lia algum infanto-juvenil com aventuras, coisas malucas e crianças não acreditando que poderiam salvar o mundo. Mas ‘Guardiões de Sangue’ vem resgatar essa ideia e nos traz uma leitura muito agradável e divertida.

Me identifiquei com Ronan logo de cara, é um rapaz divertido, que não está acreditando nas coisas que estão acontecendo com ele, com pensamentos hilários e de certa forma real. Digo isso, pois ele demora para acreditar que seja especial ou capaz de salvar o mundo ou coisa assim. Isso me fez cair de amores por ele logo de cara.

A história é simples, mais flui. Gostei de como as coisas evoluíram e foram sendo explicadas, lembro que o público é infantil, logo algumas coisas para mim foram fáceis, mas dentro do contexto vi que a explicação apareceu na hora certa ou o que foi mostrado nos fazia seguir em frente. Claro que há alguns deslizes, mas não vi de forma que comprometesse a história.

Os outros personagens – Greta, a mãe de Ronan e outros que aparecem aos poucos, nos mostram essa guerra entre o bem x mal de uma forma interessante, o autor tenta mostrar que a pessoa boa, não é aquela certinha, mas que quando ela está presente coisas boas acontecem e como a sua falta pode desequilibrar o mundo. A personagens femininas merecem destaque, já que elas são girl power – lutam, brigam e mostram que lugar de mulher realmente é onde ela quiser.

A história contada aqui tem aquele clima de filme de ‘sessão da tarde’, com muitas trapalhadas, revelações loucas e diversas informações e claro, muitas aventuras vividas pelos nossos protagonistas. É uma leitura leve, mas que nos prende, fazendo com que a gente queira saber mais sobre o mundo criado por Roy.


Vale e muito a leitura para os que estão começando e até mesmo os meninos, pois muitas vezes temos meninas como protagonistas (o que também acho válido), mas sei que nessa idade fica aquele sentimento de ‘que se não tem um rapaz/menino, a história não é válida’...rs

Share:

2 comentários

  1. Oi, Andy.
    Eu adoro essas histórias infantis e já anotei a dica.
    Ainda tenho algumas séries infantis pendentes, mas sempre é bom ter novas indicações para quando essas acabarem! Rs... A dica é ótima até mesmo para presentear as crianças!!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, foi uma leitura rápida, e ao mesmo tempo uma leitura inteligente e divertida para os pequenos.

      Excluir