POISON BOOKS || Muito Além do Tempo & A Guardiã do Tempo (Alexandra Monir)

Em 03 novembro 2016
Autor: Alexandra Monir
Tradutor: Martha Argel
Editora: Jangada
Série: Sim, livro 1 (série Timeless)
Temas: Jovem-Adulto, Viagem no Tempo, Outros, Relacionamento
SINOPSE: Uma tragédia atinge a família de Michele Windsor, e ela é forçada a morar com os avós que nunca conheceu. Em sua mansão histórica em Nova York, repleta de segredos de família, Michele encontra um diário que tem o incrível poder de fazê-la retroceder no tempo, até o ano em que foi escrito, 1910. Lá Michele encontra o rapaz que ela viu em sonhos durante toda sua vida. Em pouco tempo, ela se vê apaixonada por ele. Quando se dá conta, Michele está vivendo uma vida dupla, lutando para conciliar seu mundo de estudante com suas viagens ao passado. Mas, quando se depara com uma descoberta terrível, ela é lançada numa corrida contra o tempo para salvar o homem que ama, e empreender uma busca que determinará o destino dos dois.

SINOPSE: No primeiro volume, Michele Windsor descobre que consegue viajar no tempo através do diário que encontrou na casa de sua avó. E em sua viagem para 1910, ela se apaixona por Philip Walker. Agora, neste último volume e de volta a realidade, ela vê entrar em sua classe um novo aluno e mal pode acreditar: é o seu grande amor Philip Walker, porém ao procurá-lo ela descobre que ele não se lembra dela e nem sobre o Philip Walker de 1910. Michele busca respostas nos diários antigos de sua família, e descobre que seu pai era um viajante do tempo, que tinha envolvimento com uma organização misteriosa chamada Sociedade Temporal, e um conflito com uma antepassada vingativa. Michele logo se vê no centro de um embate que existe há 120 anos e cujo desenlace pode trazer consequências fatais.

>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“Michele estava sozinha no centro da um salão de espelho.”

RESENHA<<<
Mais uma resenha dupla aqui no blog, dessa vez falo dos livros 1 e 2 da série ‘A Guardiã do Tempo’. Resolvi falar dos dois livros ao mesmo tempo, já que por ler praticamente em seguida (coisa muito rara aqui no blog), a sensação que tive foi exatamente essa – dois livros que poderiam ser apenas um se tivesse sido escrito de uma forma mais interessante.

O primeiro livro teve um quê de magia e pouca coisa fazendo sentido, tipo a pessoa descobre esse poder de poder voltar no tempo e não entende muito bem, mas não vai atrás disso, fica apenas aproveitando esse ‘dom’, que cá entre nós seria interessante poder viajar pelo tempo, mesmo que a gente mexa em coisas que não deveria ou analisar a história de forma real, ver se o que está nos livros aconteceu daquele jeito.

Voltando ao livro, a protagonista passa o livro praticamente inteiro num amor entre tempo, já que sua afeição está no passado, como namorar/sair/ter assim? As interações dos amigos e familiares foram fracas, lembrando que a mesma tem 16 anos, logo é menor e é responsabilidade de alguém, achei que essas interações foram desnecessárias, foram ameaças do tipo ‘você não vai mais sair de casa’ ou ideias assim, então para que colocar personagens que não serão aproveitados?

A narrativa não foi empolgante, o que nos leva a seguir em frente é saber como ela vai lidar com esse romance e saber um pouco mais do passado, já que as parentes que ela visita, são muito mais interessantes e intrigantes que a protagonista, nesse livro ela acaba ficando apagada pelo que foi criado a sua volta.

Já na continuação, a autora começou a mostrar o que esse ‘dom’ realmente é e o que existe por trás dele. Como a protagonista pode ter adquirido o mesmo e como a sua família está incluída no meio disso tudo. Um resumo disso deveria estar no primeiro livro, só começar a ver essas explicações no segundo livro e depois da página 100, teria feito eu desistir da série se tivesse esperado um ano entre um livro e outro (o costume aqui no Brasil), a narrativa e as intrigas melhoraram, bem como ver algumas coisas se desenrolarem depois das mudanças que ela faz no livro anterior.

Acredito que o próximo livro será o mais interessante, com mais ação e intensidade, explicações sobre o mistério do dom dela e a relação da família com tudo isso, aconselho a ler quem tiver com os dois livros na mão, assim a sensação que vai ter é de ter lido um livro apenas e ter uma percepção mais geral.

>>> Já conhece as outras redes sociais do blog? Clique e seja bem-vindo <<<