BOOKS || No Limite da Loucura (Maureen Johnson)

Autor: Maureen Johnson
Tradutor: Sheila Louzada
Editora: Fantástica
Série: Sim, livro 2 (série Sombras de Londres)
Temas: Jovem-Adulto, Suspense, Mistério, Sobrenatural

Uma das autoras mais queridas do público jovem na Inglaterra e nos EUA, e celebridade no Twitter, Maureen Johnson deixa sua protagonista Rory Devereaux No limite da loucura na eletrizante sequência de O nome da estrela. Depois de se envolver no misterioso caso do assassino em série que se fazia passar pelo lendário Jack, o Estripador, espalhando o medo pela capital britânica, a garota é enviada para a casa dos pais em Bristol. Mas ela não pensa duas vezes quando tem uma chance de retornar a Wexford e reencontrar os amigos. Sua volta a Londres, no entanto, revela mais sobre seus próprios poderes do que ela poderia supor e a põe no centro de uma nova – e sinistra – onda de crimes que vêm desafiando até mesmo a polícia secreta que combate os fantasmas na cidade. No segundo livro da trilogia Sombras de Londres, Rory Devereaux precisa enfrentar seus próprios medos e agir antes que seja tarde.
>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“Charlie Strong gostava de seus clientes – não tem como manter um pub por vinte e um anos sem gostar dos clientes -, mas havia algo na tranquilidade das manhãs que lhe proporcionava um prazer desmedido.”

RESENHA<<<
Continuação da série ‘Sombras de Londres’, para conhecer mais sobre os detalhes e venenos do primeiro livro, acesse:

A ideia do livro um se perdeu nesta continuação, não sei se a autora tinha a ideia clara de que seria assim, ou a escrita/narrativa a levou a seguir esse caminho, mas o fato é que a ideia de perseguição e busca por fantasmas – diria algo ao estilo caça-fantasmas com uma pegada detetive, sumiu do mapa por aqui.

Não consegui reconhecer a protagonista, ficou perdida, confusa, sem saber para onde ir e fugiu completamente da ideia do livro anterior, em alguns momentos me perguntei se era a mesma pessoa, as vezes não aprecia.

Os personagens anteriores foram meio que apagados da história, veja bem, eles aparecem, mas perderam e muito a força de antes, apenas um personagem (novo) ganhou uma certa influência e apareceu mais, mas este personagem só aparece próximo a metade do livro, e ele que praticamente segura a história toda.

Faltou ação/drama/aventura nessa continuação, me senti perdida e sem a energia que vi no livro anterior, os mistérios, as descobertas e tal. As partes de investigação, foi como se nada tivesse existido e começássemos uma história do zero. Foi bem frustrante.

A narrativa foi uma enrolação, praticamente 70% do livro é mais do mesmo, típico de segundo livro, não trouxe nada relativamente novo a ponto de nos fazer apaixonar e seguir suas páginas e após terminar de ler, não estou morrendo de amores pela continuação. O plot, as ideias e as referências ficaram perdidas aqui, na verdade diria que sumiram neste livro.

Enquanto o final do livro anterior foi cheio de expectativas e surpresas, aqui, foi sem graça e um pouco sem noção, foi daquele tipo que você fala ‘não creio que estou lendo isso...’, não sei o que esperar para o próximo, talvez tenha servido para frear a emoção que tive no primeiro livro, ou este simplesmente ficou esquisito mesmo e perdeu a mão.

Share:

0 comentários