POISON BOOKS || Winter (Marissa Meyer)

Em 20 outubro 2016
Autor: Marissa Meyer
Tradutor: Regiane Winarski
Editora: Rocco
Série: Sim, livro 4 (série Crônicas Lunares)
Temas: Jovem-Adulto, Contos de Fadas, Ficção, Distopia
SINOPSE: Bestseller do The New York Times, a série Crônicas Lunares conquistou os leitores com sua releitura high-tech de contos de fadas tradicionais. Depois de Cinder, Scarlet e Cress, inspirados, respectivamente, nas histórias de Cinderela, Chapeuzinho Vermelho e Rapunzel, Marissa Meyer entrega a eles o último capítulo da série, em que reconta a história de Branca de Neve com tintas distópicas. Na trama, a princesa Winter vive subjugada por sua madrasta, Levana, que inveja sua beleza e não aprova os sentimentos da jovem pelo amigo de infância e belo guarda real Jacin. Mas Winter não é tão frágil quanto parece, e, junto com a ciborgue Cinder e seus aliados, a jovem princesa é capaz de ini¬ciar uma revolução e vencer uma guerra que já está em andamento há muito tempo. Será que Cinder, Scarlet, Cress e Winter podem derrotar Levana e encontrar seus finais felizes?

>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“Os dedos dos pés de Winter tinham virado cubos de gelo estavam frios como o espaço.”

RESENHA<<<
E chegamos ao fim de mais uma série aqui no blog (ufa!), afinal depois de tantas lutas, releituras e sem saber o que de fato ia acontecer, eis que a trilogia que virou série chegou ao fim.
Vem acompanhar os venenos dos anteriores:

Winter é o livro final da série ‘Crônicas Lunares’ e te falar, ler quase 700 páginas não é para qualquer um, aliás, um livro ter quase 700 páginas é puxado, ainda mais se tratando de final de série. Mas a autora soube conduzir muito bem seus momentos finais na luta entre a Terra e Luna.

Nos outros livros eu sempre via a questão da releitura, detalhes sempre aparecem durante a leitura, mas aqui só teve um único momento que realmente a gente pôde fazer alusão à Branca de Neve e é bem depois da metade, durante o decorrer da narrativa a coisa passa bem batida – mas nada que estrague a leitura, só uma observação, já que nos outros livros isso realmente foi mais marcante.

Neste último livro a autora se concentrou em nos mostrar Luna – sua sociedade, como as pessoas são tratadas, a ordem das coisas, enfim, realmente adorei ver essa sociedade, porque senti falta de mais informações durante a leitura dos anteriores, queria conhecer os detalhes e finalmente tivemos a oportunidade, ela soube criar de uma forma bacana e bem elaborada essa ideia de Luna e seus habitantes.

Sou fã da narrativa em diversas pessoas e aqui ela foi super providencial, já que Luna é grande e temos várias coisas acontecendo ao mesmo tempo, nossos personagens raros momentos estão todos juntos – talvez no grande final?!, então foi providencial ver um pouquinho de cada acontecimento, mesmo que a gente morra quando algo está bom e mude para um momento meio morno.

Os personagens já apresentados se superaram, ficaram mais interessantes e sagaz, adorei ver isso, talvez a menos interessante, ou melhor, a mais bobinha tenha sido a Winter, mas analisando os livros vejo que elas só dão um up no livro seguinte...

A narrativa foi intensa e nos fez virar as páginas, queria saber mais, ou seja, aquela história do ‘deixa eu ler só mais um capítulo...’, valeu a pena seguir firme e forte nesta série e se você gosta dessa mistura de releitura e uma pitada de ousadia, a série é um acerto.

>>> Já conhece as outras redes sociais do blog? Clique e seja bem-vindo <<<