POISON BOOKS || Lembrança (Meg Cabot)

Autor: Meg Cabot
Tradutor: Camila Mello
Editora: Galera Record
Série: Sim, livro 7 (série A Mediadora)
Temas: Jovem-Adulto, Fantasmas, Comportamento
SINOPSE: "Meg Cabot retorna com uma divertida e sexy continuação da saga de Suzannah Simon, a menina que via fantasmas... e os ajudava a passar para a luz Agora, mais velha e experiente, tudo que Suze quer é causar uma boa impressão no primeiro emprego desde sua formatura — e desde o noivado com o Dr. Jesse de Silva, ex-espírito e sua alma gêmea. Como não bastasse, um fantasma de seu passado resolve aparecer. E esse não é um espectro que ela possa mediar. Afinal, Paul Slater está bem vivo, milionário e, ainda por cima, é o novo proprietário da antiga casa de Suzannah. Aquela na qual conheceu Jesse. Isso não seria um problema se ela não tivesse acabado de descobrir que uma antiga maldição poderá transformar seu amado num demônio, caso seu antigo local de descanso seja demolido, como Paul pretende. Agora ela precisa dar um jeito em Paul, que a está chantageando sexualmente — isso mesmo... ou ela dorme com ele, ou perde Jesse —, enquanto tenta ajudar uma caloura assombrada por uma menininha muito poderosa... "

>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“Começou quando eu estava no meio de uma batalha extremamente acirrada na internet por causa de um par de botas plataforma de couro.”

RESENHA<<<
O leitor é um povo que nunca está satisfeito. Queremos as coisas do nosso jeito e mesmo quando uma série termina, a gente fica lá enchendo a paciência do autor para ter continuação, soltar uma notinha ou quem sabe voltar com um spin-off sobre aquele mundo que nos fascina. E isso acontece com a série – A Mediadora.

Quinze anos após a publicação do primeiro e depois de um hiato de quase dez anos, eis que surgiu a continuação. Uma continuação bem esperada e desejada, diga-se de passagem, mas será que depois de todos esses anos valeu a espera e leitura?

No vídeo, eu conto o que curti e não gostei do livro, como foi ver essa continuação quase dez anos depois e o que foi relevante e o que poderia ter passado batido. De modo geral, confesso que esperava muito mais da história do que me foi apresentado. Este livro teve quase 100 páginas a mais que seus anteriores e mesmo assim, nem foi tudo isso.


>>> Já conhece as outras redes sociais do blog? Clique e seja bem-vindo <<<

Share:

0 comentários