POISON BOOKS || Trama (Michael Jensen & David Powers King)

Em 11 junho 2016
Autor: Michael Jensen & David Powers King
Tradutor: Ivanir Calado
Editora: Arqueiro
Série: Não
Temas: Infantojuvenil, Aventura, Reinos, Magia
SINOPSE: TODO MUNDO FAZ PARTE DE UMA TRAMA.
O sonho de Nels era ser cavaleiro do reino de Avërand. Filho obediente, ajudava como podia os moradores de sua pequena e tranquila aldeia. Querido por todos e tratado como herói, acreditava que logo seria selecionado como escudeiro da cavalaria.
Mas isso foi antes de ser assassinado por uma figura misteriosa.
Nels virou um fantasma, e agora só uma pessoa consegue vê-lo: a princesa Tyra, herdeira do reino e sua única esperança de entender o motivo do crime. A princípio, a jovem mimada não dá a menor confiança para o rapaz, mas, à medida que o mistério da morte dele vai se desenrolando, os dois percebem que têm em comum um segredo e um inimigo terrível, que pode se disfarçar de qualquer pessoa.
Nels e Tyra não têm escolha. Precisam fugir do castelo, desbravar um mundo oculto repleto de magia e espectros sombrios e encontrar uma agulha, a relíquia capaz de remendar o que foi descosturado na Grande Tapeçaria. E o tempo corre contra eles, pois o fio de Nels está prestes a desaparecer para sempre.

>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“A poeira fazia cocegas no nariz de Chaleira, mas ele não se deu ao trabalho de coçar.”

RESENHA<<<
Mas uma resenha aqui no blog. Dessa vez voltada ao público infanto-juvenil. Eu sou uma fã desse tipo de história, mas a verdade é que é difícil conseguir boas histórias, ou as crianças são muito bobinhas. Elas têm 15 anos, mas agem como se tivessem 10 ou acabam parecendo mini adultos.

Mas a história de ‘Trama’ tem uma pegada legal. O autor descreve seus personagens de forma bacana e percebemos a evolução dos mesmos ao longo de suas páginas, bem como o lugar onde a história se passa.

Repleta de magia, mistérios e reinos, não há como se apaixonar por suas páginas. A história de certa forma é simples, um jovem camponês que quer se tornar cavaleiro, mas more – sim, ele more logo no início da história – e seu fantasma passa a atormentar a jovem princesa, que tenta fazer de tudo para se livrar dele. Afinal, quem quer se assombrado por um fantasma?

O cavaleiro é brilhante e um bom rapaz, há toda uma saga envolvida, mas não o vi como ponto central da história. Já a princesa possui muito mais reviravoltas, ela é mimada, chata, irritante e muitas vezes tive vontade de matá-la, mas de todos os personagens, ela que mais se destacou, foi crescendo pouco a pouco.

O Reino descrito na história está cercado de mistério e magia, tempos perdidos, povos estranhos, falhas no tempo, magos e coisas que não sabemos como vai ser permeiam a narrativa, que começa um pouco devagar, mas avança para algo com mais ritmo e intensidade depois de um terço do livro.

Mais um ponto positivo é o fato de não ser série, muitas vezes deixamos de ler coisas legais e/ou divertidas porque simplesmente cansa esperar 3 ou 4 anos para ter tudo complete, então para os fãs do gênero, deem uma chance para esta leitura!

>>> Já conhece as outras redes sociais do blog? Clique e seja bem-vindo <<<