POISON BOOKS || Sombrio Perdão (Melissa Marr)


Autor: Melissa Marr
Tradutor: Claudia Mello Belhassof
Editora: Rocco
Série: Sim, livro 5 (série Sombrio Perdão)
Temas: Jovem-Adulto, Fadas, Sobrenatural
SINOPSE: Último livro da série Wicked Lovely, um conto de fadas contemporâneo ambientado num mundo ao mesmo tempo fabuloso e cruel, sedutor e perigoso, Sombrio perdão leva a jornada da jovem Aislinn Foy a um desfecho emocionante. Bestseller do The New York Times, a série de Melissa Marr foi traduzida em 26 línguas e vendeu mais de um milhão de exemplares, conquistando os leitores com seu clima romântico e um tanto sombrio. 

>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“Niall caminhou pelas ruínas do estúdio de tatuagem.”

RESENHA<<<
Vamos fazer a dancinha a vitória, afinal, mais uma série termina aqui pelo Poison e agora, meus caros, vocês poderão conferir todas as resenhas da série e ver se vale a pena ou não investir na mesma. Antes de tudo, corre conferir os venenos anteriores:

Posso fazer um desabafo? Às vezes é difícil ser leitor no Brasil, meses e até mesmo anos esperando as continuações, a gente acaba esquecendo coisas da história, ou pior, a gente acaba se cansando de esperar pela continuação da história e em alguns momentos a gente deixa para lá. Aqui realmente fiquei lutando contra a maré e fui até o fim, mas esperei tanto que meu encanto acabou e em alguns momentos algumas partes me fugiam.

Acho que a empolgação do início da saga se perdeu entre os cinco livros, não que tenha sido péssimo ler este, longe disso, mas aquele glamour, aquela coisa louca de devorar as páginas não aconteceu aqui. A história teve uns momentos meio perdido, onde a gente já tinha visto tanta coisa acontecer que não se duvida de mais nada. E isto pode ser chato em alguns momentos, não ter a ‘surpresa’ de alguma coisa.

Os personagens finalmente mostraram ao que vieram, afinal, tiveram quatro livros para se organizarem, mostrarem suas cortes e até um pouco de suas histórias. Algumas mais interessantes que outras. Algumas melhores descritas e escritas de maneira a fazer o público se apaixonar pelo personagem A ou B.

Durante os primeiros livros gostava muito de Aisleen, mas aos poucos percebi que Dória era a grande heroína e seus dramas foram os melhores retratados, bem como sua personalidade, mudanças e tudo mais. Foi a personagem que mais cresceu e apareceu, tanto que neste final, fiquei muito feliz com o destino dela, em alguns momentos achei que tudo iria para o brejo.

Já Aisleen e Kenan chegaram no máximo aonde poderiam, mas nossa, suas histórias saíram de algo interessante e até meio inesperado para chato e tedioso muitas vezes, durante muitas páginas, a autora perdeu a mão.

Já a narrativa e até mesmo a ideia geral da série são boas, mas talvez, a grande quantidade de livros e as diversas histórias paralelas possa ter estragado um pouco dessa grandiosidade que a autora tinha em mente, sempre digo: menos é mais. Mas muitos autores insistem em se estender até cansar o leitor. Não sei como vocês avaliam as séries depois de finalizadas, mas eu faço uma espécie de média, onde o final da série tem um peso muito grande.

Então apesar da série ter começado maravilhosa, ela terminou um pouco aquém do que esperei. Queria mais, queria coisas mais intensas e menos cansativas. E talvez um pouco menos de repetição. Mas gosto da autora, darei uma nova chance em outras obras.

>>> Já conhece as outras redes sociais do blog? Clique e seja bem-vindo <<<

Share:

0 comentários