POISON BOOKS || Magia do Sangue (Nora Roberts)

Em 21 janeiro 2016

Autor: Nora Roberts
Tradutor: Maria Clara de Biase
Editora: Arqueiro
Série: Sim, livro 3 (série Os Primos O’Dwyer)
Temas: Adulto, Bruxas, Magia, Fantasia Urbana
SINOPSE: Há muitos anos, Branna O’Dwyer entregou seu amor a Finbar Burke. No entanto, o romance durou pouco. Uma maldição ligada ao sangue de suas famílias os proibiu de ficar juntos. 
Branna tentou preencher esse vazio com amigos e familiares, mas sabe que, sem Fin, sua vida nunca estará completa. Ele, por sua vez, passou os últimos doze anos viajando pelo mundo, focado exclusivamente no trabalho. 
Atormentados pela forte atração que nem a distância pôde aplacar, nenhum dos dois acha que um dia se entregará de novo ao amor.
Entretanto, em meio às sombras que ameaçam destruir tudo o que eles consideram mais precioso, esse relacionamento sem futuro pode ser também a última esperança que lhes resta.
 

>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“Em um dia claro do final do verão, Brannaugh colheu ervas, flores e folhas para unguentos, poções e chás.”

RESENHA<<<
Nossa o ano nem começou e temos mais finais de série no blog...rs. Adoro falar de finais de série por dois motivos: 1 – ajuda você, caro leitor que quer comprar a série a saber se vale a pena ou não investir nos livros, afinal, depois de ler a resenha de todos eles você meio que sabe o que esperar; e 2- é como se algo finalmente finalizasse, sei lá, odeio a sensação de algo em aberto. Nunca sei se aquilo vai terminar ou não ou se a editora vai trazer tudo.

Esta série que chega a fim aqui no blog, não foi uma das que eu me maravilhei e sendo sincera, devido a grande importância da autora esperava mais, muito mais do que li nos três livros.  Antes de acompanhar os detalhes finais da série, bora conferir as resenhas dos livros anteriores:

Essa série apesar de ter uma ideia bacana, realmente ela ficou aquém do que deveria, achei que faltou na história mais detalhes significativos, teve muita enrolação e poucos acontecimentos de fato e neste final, isso foi muito evidente. As cenas finais foram jogadas e sem sal.

A sessão Masterchef continuou com força total, a autora perdeu muito em não colocar as receitas no fim do livro, foram tantos pratos nos três livros que acho que daria um livro só disso. Adoro comer, mas acho que esse tanto de capítulos, páginas e linhas sobre o assunto foi desnecessário.

A ideia do ‘não é você, sou eu’, vale no primeiro livro, no segundo ficou repetitivo e no terceiro, a gente já sabia como a história seria conduzida, praticamente os 3 casais tinham os mesmos passos, tudo bem que o deste livro se conhecia antes e até namoraram, mas essa volta foi igual aos anteriores, a autora deveria ter explorado mais, principalmente porque eles tinham uma química muito forte e isso quase não era explorado, só as brigas e o ‘quero te amar, mas não posso.’

Talvez o final tenha sido o que me deixou mais com raiva da leitura, sei lá, depois de tantos bolos, mimimi de romances e poucas linhas sobre a história, imaginei que a batalha entre a alma maligna e a família da Bruxa da Noite teria mais dramas, tensão e ação, mas tudo foi reduzido a apenas UM CAPÍTULO. Ahhhhh gente, cadê detalhes, feitiços, planos mirabolantes, a sensação que tive é que a coisa foi pa-pum, foi decepcionante ler toda uma batalha de gerações durar um capítulo, ou aproximadamente umas 10 páginas e eram as finais, praticamente depois disso o livro acabou.

Como bato na tecla desde o primeiro livro, nunca tinha lido nada da autora e acho que não comecei pela melhor série dela, por tudo que sempre falaram dela, suas inspirações e histórias de arrepiar, digo que não vi nada disso nesses três livros, deixou a desejar.

>>> Já conhece as outras redes sociais do blog? Clique e seja bem-vindo <<<