POISON BOOKS - O Último dos Canalhas (Loretta Chase)

Em 04 dezembro 2015
Autor: Loretta Chase
Tradutor: Alves Calado
Editora: Arqueiro
Série: Não
Temas: Romance de época, Romance, Adulto, Relacionamentos
SINOPSE: O devasso Vere Mallory, duque de Ainswood, está pronto para sua próxima conquista e já escolheu o alvo: a jornalista Lydia Grenville. Só que desta vez, além de seduzir uma bela mulher, ele deseja também se vingar dela.
Ao se envolver numa discussão numa taverna, Vere foi nocauteado por Lydia e se tornou alvo de chacota de toda a sociedade. Agora ele quer dar o troco manchando a reputação da moça.
Mas Lydia não está interessada em romance, principalmente com um homem pervertido feito Mallory. Em seus artigos, ela ataca nobres insensatos como ele, a quem considera a principal causa dos problemas sociais.
Nesse duelo de vontades, Vere e Lydia se esforçam para provocar a derrota mais humilhante ao mesmo tempo que lutam contra a atração que o adversário lhe desperta. E, nessa divertida batalha de sedução e malícia, resta saber quem será o primeiro a ceder à tentação.

>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“Os estudiosos de genealogia concordavam que a família Mallory, do duque de Ainswood, viera da Normandia e se estabelecera na Inglaterra do século XII ao mesmo tempo que várias outras de mesmo nome.”

RESENHA<<<
Oie gente!
Da série mais um livro que não é série, chega O ÚLTIMO CANALHA para nossa alegria, mas se você quiser conferir o anterior da autora (que foi colocado como série), acessa:

Uma das coisas que a gente percebe nesse mundo do romance de época é que as séries nunca são cm os mesmos personagens como a gente está acostumado em outros gêneros, a série se dá porque ou traz mesma família, ou um grupo de amigos, mas de uma forma ou de outra, traz o mesmo mundo ou algo similar em cada um dos livros. E esta série, traz o grupo de amigos. Por isso, caso você se decida por ler este e não leu o anterior, nenhum problema, são histórias diferentes, onde alguns personagens aparecem nos dois livros.

Apesar de ter curtido o anterior e claro ter feito uma pequena ligação achando que esse poderia ser igual, mas de preferência melhor que o anterior, me senti um pouco desapontada. A história, os personagens e seu desenrolar não me atingiram da mesma forma. Ficou um pouco a desejar.

Acho que o grande problema para mim foi o casal protagonista, não consegui sentir uma química neles, muita das vezes tinha mais a vibe de irmãos, ou ótimos amigos do que realmente um casal e com isso peguei uma certa implicância... E o mesmo vale para cada um dos protagonistas. Não vi a mocinha como alguém destemida e legal. Isso acabou não me conquistando e o drama do rapaz não tocou meu coração de modo que me fizesse apaixonar por ele, com isso acho que o romance não funcionou e acabou passando para a história.

Com a falta de empatia no casal, a história estava muito morna, muitas repetições dos mesmos dramas e um certo arrastar com explicações e as vezes umas coisas mirabolantes, que de mirabolantes não tinha nada. Esperava mais, esperava ser agarrada pela história da mesma forma que no livro anterior, rir e chorar e me sentir ofendida ou indignada com certas coisas comuns na época que hoje não deveriam fazer mais sentido (mas infelizmente sabemos que ainda existem). A coisa foi morna do começo ao fim.

A participação dos outros personagens até trouxe uma luz no fim do túnel, mas não salvou a história/enredo, ok, que o livro tem quase 20 anos de escrito, mas a formula ou a graça aqui se perdeu um pouco, aí ficou a sensação de mais do mesmo e não de uma forma positiva.

>>> Já conhece as outras redes sociais do blog? Clique e seja bem-vindo <<<