POISON BOOKS - Encontre-Me & Lembre-Se de Mim (Romily Bernard)

Em 09 novembro 2015
Autor: Romily Bernard
Tradutor: Bruno Gambarotto
Editora: Globo Alt
Série: Sim, livros 1 e 2 (série Encontre-Me)
Temas: Jovem-Adulto, Relacionamentos, Hacker, Ficção
SINOPSE: Um clima de suspense crescente, narrado sob o ponto de vista de uma heroína com a cara do século 21: a descolada adolescente Wick Tate. Órfã de mãe, e filha de um violento criminoso, a garota só confia em seu aguçado instinto de sobrevivência quando se trata de cuidar de si mesma e da irmãzinha, Lilly. Não confia em ninguém – nem mesmo nos pais adotivos com quem ela e Lilly temporariamente vivem num confortável lar de classe média alta próximo à cidade de Atlanta. Por isso mesmo, tenta se garantir mantendo uma secreta e rentável "atividade extracurricular". Faz investigações on-line sob encomenda para mulheres que suspeitam da fidelidade dos parceiros. Wick é uma hacker de mão cheia.
O peculiar estilo de vida de Wick sofre uma reviravolta quando Tessa Waye, uma antiga amiga de escola, é encontrada morta e o diário dela acaba nas mãos de Wick. Em meio às páginas, uma enigmática mensagem: "Encontre-me". Aos poucos, Wick involuntariamente é enredada numa rede de mistério que se transforma num desafio pessoal, quando se descobre que Tessa foi assassinada – e que Lilly pode ser a próxima vítima. Para chegar à identidade do assassino, Wick terá de contar com todo seu talento em programação de computadores, além da ajuda constante do vizinho, com quem tem uma certa tensão sexual, Griff.

Wicket Tate acreditava ter conseguido um pouco de tranquilidade em sua vida, quando o detetive Carson reaparece com uma missão para ela. Ir à festa do juiz Bay e hackear o celular de um traficante para uma investigação. Durante o evento, o corpo de uma jovem é encontrado com uma mensagem enigmática marcada em sua pele: “Lembre-se de mim”.
Mais uma vez, Wick se vê mais envolvida em uma trama de crimes, mistério e reviravoltas, na qual nada é o que parece ser. Depois de desvendar o assassinato de sua amiga Tessa em Encontre-me – premiado thriller que conquistou os leitores com uma mistura irresistível de ação, suspense, romance, tecnologia –, a heroína rebelde precisa colaborar com a polícia para proteger sua nova mãe adotiva e sua irmã.
Em Lembre-se de mim a protagonista é pressionada por todos os lados. Além de ser chantageada pelo detetive Carson para que colabore com a polícia, Wick passa a receber recados de seu pai, um traficante preso há anos, que parecia não representar mais uma ameaça. A menina também descobre novas evidências sobre o suicídio de sua mãe, o que a leva a mais pesquisas e investigações. Não bastasse tudo isso, seu namoro com Griff se transforma em um triângulo amoroso, com o surgimento de Milo, um novo amigo hacker.

>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“Estou prestes a derrubar o firewall do computador remoto, e o detetive Carson acaba de estacionar do outro lado da rua.”

RESENHA<<<
Essa foi uma das poucas vezes que consegui ler uma sequência de livros em sequência! É sério, quem acompanha o blog, sabe que na grande maioria das vezes eu leio o livro 1 de uma série e só vou ler o 2 mais de um ano depois, ou até mais. Mas como alguns leitores estavam dando dicas para ler na sequência, resolvi testar.

Não sei quantos livros teremos depois, eu acredito que seja apenas mais um, mas a história deixou muita coisa em aberto e não é exatamente algo que precise de um fim, então se a autora quiser criar mais 2/3/4/5 livros, ela pode. O problema?! É que a tendência é ficar chato e repetitivo.

O primeiro livro me ganhou muito, uma menina que é hacker, cujo o pai é da barra pesada, passou por processos de adoção e agora vive em um local de luxo. Ela tem uma irmã mais nova e tenta esconder da nova ‘mãe’ as atividades ilegais que faz. Até que ela é ‘contratada’ para investigar um diário de uma menina que morreu. O perigo anda lado a lado e ela não sabe.

A história é boa, intensa e os personagens vão se mostrando aos poucos, tanto a vida melhor que ela leva agora, quanto o passado sombrio que bate à porta e para piorar a polícia parece que tenta descobrir suas brincadeiras hacker. As ideias evoluem aos poucos e a tensão e o clímax chegam no momento certo. Apesar de possuir muitas linhas de informações, a história não fica confusa ou maluca. A autora conseguiu fazer uma personagem interessante, inteligente e mesmo assim agir como uma adolescente.

A leitura evoluiu muito rápido e a descoberta da investigação é algo interessante, talvez um leitor muito atento saque as coisas logo de início, mas mesmo assim, vale a leitura. É um suspense leve, afinal, estamos em um livro jovem-adulto.

Porém, sua continuação ficou totalmente a desejar. Os personagens no segundo livro mudam de estratégias e chantagens aparecem mais e isso faz com que os personagens chantageados fiquem apenas fazendo o que é mandando com aquela máxima ‘caso não faça X, acontecerá Y’, o problema é que a história perdeu muito do rumo e ficou repetitiva, pois praticamente a cada capítulo tem uma chantagem nova.

A autora se esqueceu de muitos dos personagens já mostrados anteriormente e as vezes os mesmos faziam aparições, quase como se caíssem de paraquedas por ali. A ideia hacker da protagonista foi um tanto perdida e o lance de triangulo amoroso aparece neste segundo livro (o que sinceramente não teve NADA A VER).

A história passou a ser arrastada e repetitiva, e sem contar que ficou totalmente sem pé nem cabeça. Já comentei em muitos livros que a cultura americana tem alguns problemas em relação às crianças saírem e ninguém ver isso, ainda mais durante a noite. Mas aqui beirou ao ridículo, como alguém sai constantemente de casa e ninguém nota? Ainda mais quando vem buscar de carro ou moto? Isso foi bem surreal.

Fiquei desanimada nessa continuação e não sei ainda o que esperar para o próximo livro. Torço para que volte para a ideia e ousadia que tivemos no primeiro, onde as coisas foram melhores amarradas e organizadas.

>>> Já conhece as outras redes sociais do blog? Clique e seja bem-vindo <<<