POISON BOOKS - Segredos de Uma Noite de Verão (Lisa Kleypas)

Em 14 setembro 2015
Autor: Lisa Kleypas
Tradutor: Janaína Senna
Editora: Arqueiro
Série: Sim, livro 1 (série As Quatro Estações do Amor)
Temas: Adulto, Romance de Época, Relacionamento
SINOPSE: Apesar de sua beleza e de seus modos encantadores, Annabelle Peyton nunca foi tirada para dançar nos eventos da sociedade londrina. Como qualquer moça de sua idade, ela mantém as esperanças de encontrar alguém, mas, sem um dote para oferecer e vendo a família em situação difícil, amor é um luxo ao qual não pode se dar.
Certa noite, em um dos bailes da temporada, conhece outras três moças também cansadas de ver o tempo passar sem ninguém para dividir sua vida. Juntas, as quatro dão início a um plano: usar todo o seu charme e sua astúcia feminina para encontrar um marido para cada, começando por Annabelle.
No entanto, o admirador mais intrigante e persistente de Annabelle, o rico e poderoso Simon Hunt, não parece ter interesse em levá-la ao altar – apenas a prazeres irresistíveis em seu quarto. A jovem está decidida a rejeitar essa proposta, só que é cada vez mais difícil resistir à sedução do rapaz. 
As amigas se esforçam para encontrar um pretendente mais apropriado para ela. Mas a tarefa se complica depois que, numa noite de verão, Annabelle se entrega aos beijos tentadores de Simon... e descobre que o amor é um jogo perigoso.
No primeiro livro da série As Quatro Estações do Amor, Annabelle sai em busca de um marido, mas encontra amizades verdadeiras e desejos intensos que ela jamais poderia imaginar.

>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“Embora Annabelle Peyton tivesse sido avisada a vida inteira de que nunca recebesse dinheiro de estranhos, um dia ela abriu uma exceção.”

RESENHA<<<
Estou adorando os romances da Lisa, a série anterior dela – The Hathways (clique aqui para ler), me rendeu ótimos momentos, por isso não tive dúvidas em acompanhar mais uma de suas longas histórias (acho que ela não escreve livro único, rs).

Enquanto a série anterior mostrava uma família que não fazia muita questão de títulos e posses e que podia mandar o povo ‘se danar’ se fosse necessário, aqui, os protagonistas querem sustentar uma aristocracia quase falida, mas que ainda ditava as regras de comportamento e aos poucos vamos vendo as mudanças, a chegada da próxima Era, a Industrial que iria modificar o mundo.

As histórias da Lisa são leves, divertidas e sempre mostram personagens fora da curva, ok, nem todos são assim tão ‘prafrentex’, afinal suas histórias se passam durante um período que para nós, mulheres de hoje parece ser difícil de aceitar, mas quando as aspirações da vida das meninas era se casar e não ficar para titia, vulgo, ficar encalhada e conquistar uma certa reputação, temos homens que fogem do matrimônio como o diabo foge da cruz e esse jogo de gato e rato é o que deixa suas histórias com aquele gostinho de ‘não posso largar o livro até terminar’.

O grupo de meninas mistura um pouco esse desejo pelo casamento, afinal, ninguém quer ficar para titia e muitas vezes o casamento poderia render uma melhor situação para família toda, mas quando não se tinha dinheiro ou era da nova classe social que estava surgindo, aí suas chances eram pequenas para ‘melhorar de vida’.

A história mistura o lado esnobe com a busca pelo marido ideal, envolvendo aí ‘manchar’ a honra, inventar coisas, desmaios de mentiras, jogos que eram proibidos para as meninas, nariz em pé e se ela acrescentasse puxões de cabelo, iria ser difícil esperar o próximo livro. Em nenhum momento a história fica maçante ou repetitiva, ela sabe conduzir os temas e o enredo com maestria, a gente só deseja mais, mais e mais.

As amigas da protagonista são loucas e engraçadas e nos próximos livros veremos mais de suas histórias, principalmente as irmãs americanas. Elas não são normais minha gente! Todas elas têm um jeitinho interessante de acrescentar mais vivacidade para os momentos, seja no bom ou mau sentido, porque elas também fazem muitas trapalhadas.

Apesar de não indicar os romances de época seguidamente, ou seja, acredito que se vocês forem ler um atrás do outro, falo do gênero e não de uma determinada série, podem acabar achando a ideia geral bem repetitiva, porque é, mas escolha uma ou duas séries e vá intercalando e com certeza terá momentos divertidos.

Este post faz parte da #SemanaArqueiro2015

>>> Já conhece as outras redes sociais do blog? Clique e seja bem-vindo <<<