POISON BOOKS - Quando Saturno Voltar (Laura Conrado)

Autor: Laura Conrado
Tradutor: --
Editora: Globo Livros
Série: Não
Temas: Adulto, Romance, Lit. Nacional, Chick-lit
SINOPSE: Conta história envolvente e divertida sobre aceitar mudanças inesperadas e seguir em busca da felicidade. Em seu novo romance, Laura Conrado conta a história de Déborah Zolini, uma jornalista sonhadora e fã de Pablo Neruda que trabalha como assessora de imprensa de um clube de futebol da segunda divisão e namora o médico Sérgio há quatro anos. Ela faz planos de construir uma vida a dois, arrumar um emprego melhor e correr atrás de desejos que ainda não realizou. Só que a vida, ou as estrelas, guardam surpresas para Déborah. Em uma viagem ao Chile, ela encontra uma mulher misteriosa que lhe fala sobre o retorno de Saturno. O planeta, que leva, em média, 29 anos para dar uma volta no sistema solar, voltará à posição em que se encontrava quando a jornalista nasceu. Para quem acredita em astrologia, esse é momento em que as pessoas passam por várias mudanças, que vão prepará-las para encarar o resto de sua vida. Déborah não leva a moça muito a sério, mas pede às estrelas que a ajudem a realizar seus desejos. No entanto, no voo de volta ao Brasil, um encontro inesperado começa a abalar a vida aparentemente certinha da protagonista. Aos poucos, Déborah começa a notar que seu namoro anda meio morno, a falta de reconhecimento no trabalho a incomoda. Ela começa a admitir que não está gostando do rumo que as coisas estão tomando. Será a hora de partir para novos desafios? Trocar aquele relacionamento confortável pelo frio na barriga? Sair de vez da zona de conforto e ver o que acontece? 


>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“Per-fei-ta!”

RESENHA<<<
Leitura nacional na área. Um lado positivo da literatura nacional é que a gente está vendo bons autores despontando e trazendo coisas legais, por outro lado o povo também precisa dar atenção aos detalhes na hora de publicar seu livro.

Nunca tinha lido nada da autora e por ela escrever chick-lit e vocês sabem como eu fico meio P da vida porque todas os autores acreditam que apenas se escreverem sobre a busca da mulher pela vida no casamento a coisa vai ser feliz, evito ler os livros do gênero, mas a sinopse de “Quando Saturno Voltar” tinha um ar mais comédia e parecia fugir disso e pelas boas críticas em relação à autora, pensei; ‘porque não?’

A narrativa da Laura é bem leve e divertida e também ágil, pequei sem pretensão, ia ler poucos capítulos e me vi presa na diva da Déborah e seus dramas, dramas bem descritos e colocados de forma bacana, sem ser mimimi. Afinal a gente tem muitos sonhos e desejos quando estamos na faculdade, mas as vezes a rotina, a vida e as nossas escolhas acabam nos levando para coisas completamente diferente do que imaginávamos ao começar ou terminar um curso.

O enredo não é nada diferente ou super original, mas ela contou o que sabia e isso mostra uma leitura bem coerente, sem aqueles altos e baixos que a gente está acostumada nas tramas, a história é concisa e fechadinha. Percebemos a evolução da protagonista, bem como sua relação com as pessoas que aparecem na sua vida, seja no trabalho, na vida pessoal ou outras situações.

Gostei bastante da personagem e me vi em algumas situações, principalmente na hora da virada devido a situações que são apresentadas, Déborah é uma personagem forte, decidida, que se arrisca, mesmo se as coisas não dão certo, ela vai atrás do que quer, ela é humana e acerta e erra como todos nós. Os outros personagens são interessantes, mas a melhor amiga dela é outro personagem que merece destaque, apesar dela não aparecer tanto quanto deveria, impossível não nos lembrar dos nossos melhores amigos, aqueles que choram e torcem por nós.

Um ponto de destaque que deixo para autora é ela escrever sobre a cidade que ela conhece. A história se passa em Belo Horizonte, apesar de não conhecer a cidade, percebi que ela mora lá e contou detalhes que apenas quem vive na cidade poderia colocar, isso deixou a história com cara de real. Acho chato quando autores nacionais querem escrever sobre cidades lá longe (sei que a gente pode explorar e pesquisar, mas nunca fica igual ou real de quando se escreve sobre o lugar que conhecemos/moramos).

Para quem curte chick-lit ou aqueles que tem os mesmos problemas que eu com as ideias do gênero, vale dar uma chance, é uma leitura divertida, rápida e muito fluida. E quem sabe vocês consigam ter ótimos momentos na leitura do livro.

A nota do livro é entre o Tóxico e o Venenoso, porém não há notas quebradas no blog, por isso ele foi classificado como Venenoso.

>>> Já conhece as outras redes sociais do blog? Clique e seja bem-vindo <<<

Share:

0 comentários