POISON BOOKS - Amor Fora do Ar (Jessica Park)

Autor: Jessica Park
Tradutor: Bianca Briones
Editora: Pandorga
Série: Sim, livro 1 (série Amor Fora do Ar)
Temas: Jovem-Adulto, Romance, Relacionamento, Família
SINOPSE: Ele era alto, pelo menos 1,80, com cabelos loiros sujos que pendiam sobre os olhos. Sua camiseta dizia “Nietzsche é o meu garoto”.
Então, esse era Matt. De quem Julie Seagle gosta. Muito. Mas há também Finn. Que ela ama.
Complicado? Estranho? Completamente.
Mas, realmente, como esta recém-transferida estudante de Boston e caloura da faculdade deveria saber que ela acabaria vivendo com a família de uma velha amiga de sua mãe? Isso tudo deveria ser temporário. Não estava previsto Julie ser tão importante para os Watkins, nem se apaixonar pelos irmãos Matt e Finn. Especialmente Finn, que ela nunca viu pessoalmente. Mas isso realmente importa? Finn a entende como ninguém nunca o fez antes. Eles têm uma conexão.
Mas esse é o caminho do amor, em todas as suas estranhas mudanças, ele sempre coloca algumas curvas. E ninguém escapa ileso.

>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“Julie Seagle olhou para frente e prometeu a si mesma uma coisa: ela nunca mais iria alugar um apartamento por meio de classificados.”

RESENHA<<<
Uma leitura leve, rápida e sem grandes acontecimentos, isso que podemos esperar de ‘Amor Fora do Ar’. O livro até tenta levantar alguns conflitos e conceitos, mas talvez a superficialidade ou a ‘pouca delicadeza’ para tratar do tema, tenha feito a ideia ir por água abaixo.

Apesar de ser um estilo romântico adolescente, eu percebi que em alguns momentos a autora quis fazer um pouco de suspense, uma grande investigação/busca sobre a verdade da família onde a protagonista vai parar. Em alguns momentos isso é engraçadinho, mas depois das repetições e enrolações, a coisa começa a ficar bem repetitiva e perde um pouco da graça.

A protagonista não é exatamente o personagem principal, entender o que houve com a família, ou seja, o mistério das coisas serem como apresentadas para nós durante a leitura que é o importante e o que faz a história girar, já que a família em si possui 3 filhos, onde 2 estão presentes na leitura e um é completamente diferente do outro e o terceiro está viajando e apenas é mencionado na história pelos irmãos ou pelos pais. Algo está errado e a protagonista tenta de todas as formas entender o quê não bate corretamente.

O livro tem outras nuances, que eu vi que foram pouco exploradas. Seja porque se concentrou demais na questão da família e poderia ter sido mais diluída e tornado de certa forma mais interessante, mas isso deixou os personagens fracos e de certa forma pobres, eles não evoluíram além de um certo ponto. E pela história repetir os mesmos pontos sem graça de sempre, acredito que que era para não matarmos logo a tal charada, faz com que quando a gente descubra ache que não valeu a leitura ou espera.

Os conflitos foram os que mais me desestimularam, principalmente quando os motivos são revelados, eu esperava revolta ou emoções mais intensas, mas foi tudo tão sem graça e no mesmo marasmo da leitura do livro, esse é o grande problema, não é altos e baixos ou uma história crescente, ela ficou em um determinado patamar e se manteve ali, porém, o patamar é sem graça.

O livro tem uma continuação que é a tentativa de ajeitar as coisas e fazer dar certo, digamos assim, não vi necessidade dessa continuação, acredito que se as duas partes estivessem em um único livro, a percepção poderia ter sido diferente, já que teríamos um ‘começo-meio-fim’ em um único lugar.

>>> Já conhece as outras redes sociais do blog? Clique e seja bem-vindo <<<

Share:

0 comentários