POISON BOOKS - Almanegra (Jodi Meadows)

Em 10 julho 2015
Autor:  Jodi Meadows
Tradutor: Bruna Hartstein
Editora: Valentina
Série: Sim, livro 2 (série Incarnate)
Temas: Jovem-Adulto, Reencarnação, Outros
SINOPSE: Ana sempre foi a única. Marginalizada. Apartada. E, para piorar, após o Escurecimento do Templo causado por seu pai, vários cidadãos de Heart a culpam pela perda definitiva de algumas almas, as almasnegras — e pelas almasnovas que nascerão em seu lugar. SOMBRAS Muitos temem a presença de Ana, um lembrete constante das mudanças irreversíveis. E quando as sílfides começam a se comportar de maneira diferente em relação a ela, Ana terá que aprender não apenas a se defender como àqueles que não podem fazer isso por si mesmos. AMOR Ana aprendeu desde cedo que os sem-alma não podem amar. Mas, e as almasnovas? Mais do que tudo, ela deseja ter a chance de viver e amar como qualquer outro cidadão de Heart, porém mesmo depois de Sam declarar seus mais profundos sentimentos, será que ela conseguirá superar uma vida inteira de rejeição e aceitar o amor? Almanegra explora a beleza e as profundezas sombrias da alma, numa história que é ao mesmo tempo um romance épico e uma fantasia cativante.


>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“A minha vida era um erro.”

RESENHA<<<
Continuação da série Incarnate, para conhecer os venenos do livro anterior, clique:

Apesar desta não ser ‘A’ série, achei que a autora tinha levantado um tema interessante e que vi pouquíssimas vezes nos livros jovens, o tema reencarnação é muito comum em livros de temática espírita, por isso, essa série sempre teve esse diferencial. Mas o grande problema tem sido o sentido e sequencia que a autora quer dar em seus livros. Sinto a mesma um pouco perdida e sem rumo. No anterior a sensação era que a autora não sabia para onde dia levar sua história e aqui, este sentimento se confirmou.

Este livro segue os passos depois da finalização do anterior, devido a um grande acontecimento, todos em Heart estão cada vez mais sem saber o que pensar dos almanovas, e Ana é a pessoa sempre questionada e como muitas coisas não existiam ou não tinham explicações antes da chegada da Ana, ela sempre é vista de forma ruim.

Talvez este tenha sido o ponto onde a autora realmente conseguiu mostrar em seu livro, a questão de discriminar as pessoas diferentes, seja por palavras, gestos ou outros meios. E em quase todas as páginas deste livro percebemos uma pitadinha de ofensas e maldades com a protagonista. O novo sempre é visto com algum temor, mas daí a discriminar os outros é um grande passo. Apesar de alguns momentos serem mais sutis que outros, ela conseguiu passar esse aviso.

Porém, a história em si não andou muito, no livro anterior a gente tinha muitas perguntas sobre o mundo criado por Jodi, e achei que aqui ela começaria a dar algumas respostas mais concretas, tem muita coisa que é achismo e a gente acaba o livro a ver navios. Fiquei com a impressão que a autora pensou no enredo, pensou no final, mas a história foi jogada. E sendo repetida diversas vezes ao longo das páginas.

Os conflitos dos personagens são os mesmos, não houve muita evolução, nem mesmo da personagem principal – Ana, imaginei que agora ela seria mais ativa, mais interessante, mas fale/age e comete as mesmas coisas de antes, de praticamente quando ela começou o livro e não sabia de nada sobre sua condição e seu mundo.

A narrativa da autora foi um pouco chata e repetitiva, apesar do livro não ser grande, fez o mesmo ficar arrastado e levei um bom tempo para finalizá-lo. Tivemos alguns momentos de ação, mas nem perto do que esperava, afinal, para uma trilogia, a gente espera que o ápice das descobertas e viradas de jogo seja no livro 2, assim vamos para a finalização cheios de expectativas.

Não é o caso de Almanegra, a história ficou bem no mediano, mantendo o mesmo clima morno do anterior e sem grandes expectativas para o final da série. Já que são tantas coisas em aberto, imagino que o próximo livro será cheio de respostas, porém de forma jogada, como o acontecido em algumas partes deste livro.

>>> Já conhece as outras redes sociais do blog? Clique e seja bem-vindo <<<