POISON BOOKS - Dias Infinitos (Rebecca Maizel)

Autor:  Rebecca Maizel
Tradutor: André Gordirro
Editora: Galera Record
Série: Sim, livro 1 (Rainha Vampiro)
Temas: Jovem-Adulto, Vampiros, Colégios Internos
SINOPSE Cansada de passar seus infinitos dias perseguindo e matando vítimas inocentes, Lenah Beaudonte, uma poderosa vampira da era vitoriana, decide abandonar seu coven de comparsas decadentes e transformar-se em humana. Mas o ritual capaz de transformá-la é extremamente perigoso. É necessário que um vampiro se sacrifique por ela, e não só isso; Lenah precisará passar 100 anos hibernando.
Felizmente, Rhode, o grande amor da vida dela, resolve se sacrificar para realizar esse sonho. E a transformação é bem-sucedida. Após 592 anos, Lenah acorda em um corpo humano, na prestigiosa escola particular Wickham, em Massachusetts. Ela está completamente sozinha em outro século e precisa aprender a viver no mundo moderno, como uma adolescente comum. E justamente quando Lenah parece ter se adaptado à nova vida, feito novos amigos e até arrumado um namorado, o passado volta para assombrá-la. Seus ex-companheiros vampiros embarcam em uma caçada mortal para encontrá-la e capturá-la. Agora não só Lenah, mas todos que ama correm perigo. Será que ela conseguirá escapar e salvar os amigos sem revelar seu maior segredo?

>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“Estas são as últimas palavras de que consigo me lembrar.”

RESENHA<<<
Mais uma série começando aqui no blog. E talvez o que mais tenha me deixando meio assim com esta série foi o fato do final ficar bem abaixo do que deveria e com isso prevejo uma enorme enrolação no restante da série. Não vi necessidade de ser série para falar a verdade.

Lenah é uma vampira de mais de 500 anos e como todo ser humano (ou ex ser humano?) a falta do sol no rosto é um dos motivos de uma busca que atravessa milênios, a possibilidade de voltar a ser uma menina de 16 anos. E quando isso acontece, ela precisa a viver como uma adolescente do mundo de hoje e não de 500 anos atrás.

A Lenah é uma boa personagem, tem altos e baixos, bons momentos, mas também tem todo aquele mimimi que a gente já conhece bem. Talvez o diferencial aqui tenha sido o fato de que a vampira que se apaixona pelo humano e conta o ponto de vista dela, geralmente a gente tem a menina se apaixonando pelo vampiro e querendo ser transformada.

A história foi um pouco corrida e em certos pontos diria jogada, a autora poderia ter aprofundado alguns itens e ter transformado algumas coisas, assim ficaria mais elaborado e mais interessante. No início achei que era livro único, então percebi que tem muito de tudo – ação, suspense, romancezinho, perseguição, mimimi de colégio interno. Mas aos poucos vi que essas muitas informações eram incompletas e em alguns momentos sem sentido, principalmente ao descobrir que era uma série e deve ser pelo menos uns 4 livros.

O enredo foi bacana, diferente, com alguns toques intrigantes, mas a forma como ele foi conduzido, pecou e ficou a desejar. O mesmo vale para o final. Durante todo o momento o livro não te mostra como algo que terá continuação, inclusive o final é bem ‘em aberto’. E como a história não deu margem para maiores desenvolvimentos, por isso tenho muito medo de como será essa continuação.

>>> Já conhece as outras redes sociais do blog? Clique e seja bem-vindo <<<

Share:

0 comentários