POISON BOOKS - Amor ao Pé da Letra (Melissa Pimentel)

Em 27 março 2015
Autor:  Melissa Pimentel
Tradutor: David Agne
Editora: Paralela
Série: Não
Temas: Adulto, Romance, Comportamento, Relacionamento
SINOPSE - Amor Ao Pé da Letra - Achar o homem perfeito não é fácil e foi isso que a agente literária Melissa Pimentel, assim como sua personagem, Lauren, descobriu quando se mudou para Londres de um dia para o outro. Infelizmente, Melissa logo viu que conquistar um homem era mais difícil do que parecia, mesmo quando ela jurava não querer nada sério. Foi aí que surgiu a solução: decidiu seguir os conselhos dos mais populares livros de autoajuda para conquistar homens e criou um blog para narrar suas experiências. Nasceram daí os encontros de Lauren, que em Amor ao pé da letra, receberam toques de ficção, como uma legítima comédia romântica. 


>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“Este projeto nasceu, bem como tantas outras coisas, de um ovo.”

RESENHA<<<
Um livro que me surpreendeu bastante e acabou se tornando uma leitura divertida e mostrando que nem sempre seguir a onda dos acontecimentos é uma boa ideia e que na vida, a gente dá voltas e voltas para chegar em qualquer lugar, mas a gente só chega quando está preparado.

Ok, chega de filosofar. Peguei esse livro para ler pensando nos bobos chick-lits – mulher que não é feliz se não tiver um marido, mas a protagonista já fez cair minha teoria logo no início da trama, Lauren sai dos EUA para Londres pois ela está passando por uma fase ‘turbulenta’ na vida e Londres foi tudo que ela sempre sonhou e decide ir atrás de seus sonhos e desejos e ver algo diferente.

Como boa cientista (mas nem tanto), ela resolve fazer uma experiência, será que se ela seguir os manuais de conquistas, ela realmente terá êxito? Será que os manuais servem para todos os tipos de homens e mulheres? Cada mês ela escolhe um desses livros de ‘como conseguir o grande amor da sua vida’ e o segue e a gente ri muito das coisas que ela precisa fazer para seguir à risca.

A parte engraçada e a grande sacada da autora é misturar os manuais, tem uns antigos (tipo de 1800 ou dos anos 50), algo mais moderno, um da ‘Belle du Jour’, um que faz com que o casamento quase seja visto como um negócio. A autora seguiu ideias diferentes e divertidas e como nem tudo dá para aplicar exatamente à risca, a confusão da protagonista já começa aí. Como trazer essas teorias para os dias de hoje?

A autora faz um resumo de cada manual, já que a história é narrada como uma espécie de diário, ela coloca os dias/meses, não necessariamente seguindo dia após dia, as vezes dá alguns saltos e a gente entende que a protagonista não fez nada de significativo, mas isso não deixa a história chata, na verdade isso faz com que a narrativa sempre seja empolgante e nos faça desejar mais, saber o que aconteceu com esse ou aquele cara.

Mas não pensem que só porque ela vive ‘à caça’ através de manuais, a protagonista não tem os momentos mimimis de chick-lit, ela tem e são vários, como lidar com alguns tipinhos e apesar de ser antenada com gestos e poses para conquistar, ela perdia algumas chances de perceber que também sofria o mesmo pelos homens, mas talvez a graça seja um pouco essa, a gente fica tão enraizado em algo que não percebe nada a nossa volta.

Talvez o fato do livro ter me agradado tanto é que eu tenha conseguido me identificar e algumas amigas ao longo da leitura, afinal, atire a primeira pedra aquela (ou aquele) que nunca seguiu alguns desses passos que lemos nas revistas ou nos livros, e perceber que não dá para copiar um livro sem a gente se entender antes e nisso a autora mostra na evolução de Lauren, no início ela parece mais uma maluca que não sabe o que fazer exatamente da vida, mas aos poucos ela sabe o que quer, que tipo de cara quer e começa a desenhar passos para alcançar seus objetivos.

Quanto aos manuais/livros, alguns já foram lançados no Brasil, então se depois da leitura você quiser investir e fazer este estudo cientifico, boa sorte e depois me conta o que achou e se você for ler nos transportes públicos, enfia a cara no livro e ria sozinha mesmo, porque rir é bom demais, ainda mais lendo =)

>>> Já conhece as outras redes sociais do blog? Clique e seja bem-vindo <<<