POISON BOOKS - O Trono das Sombras (Jennifer A. Nielsen)

Autor:  Jennifer A. Nielsen
Tradutor: Fal Azevedo
Editora: Verus
Série: Sim, livro 3 (trilogia do Reino)
Temas: Jovem-Adulto, Reinos, Guerras, Aventura
SINOPSE - O Trono das Sombras - Uma guerra. Várias batalhas mortais. Pode um rei salvar seu reino, quando sua própria sobrevivência é improvável? A guerra chegou a Carthya. Ela bate em cada porta e janela. E quando Jaron descobre que o Rei Vargan de Avenia rapta Imogen em um plano para colocar Carthya de joelhos, Jaron sabe que deve embarcar em uma ousada missão de resgate. Mas tudo que poderia sair mal acontece. Seus amigos são afastados e estão por toda Carthya e reinos vizinhos. Em um último esforço para evitar o que aparenta ser a perda devastadora de um reino, Jaron empreende sua última jornada para salvar tudo e a todos que ama. Mas mesmo com sua sagacidade rápida como um raio, Jaron não pode evitar o terrível perigo que mira ele e seu país. Ao longo do caminho, ele vai perder o que mais importa? E no final, quem se sentará no trono de Carthya?

>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“Ao longo da vida, tive a minha parcela de brigas – às vezes com os punhos, outras com facas, vez ou outra com uma espada.”

RESENHA<<&lt;
E chegamos ao final de mais uma série aqui no blog. Antes de embarcar nesse último livro que tal rever o que falei sobre os anteriores?

O final desse livro não foi uma grande surpresa para mim, essa história não me deixou apaixonada desde o primeiro livro, fui levando a série ‘devagar e sempre’, não digo que a série é ruim, mas ela com certeza poderia ter sido mais.

Talvez tenha sentido falta do menino louco e sem noção do livro 1, mas ele quase não apareceu no livro anterior e agora com a guerra se aproximando, seria difícil que ele voltasse. Ele já tinha assumido posturas e posições que impossibilitariam esse retorno.

A leitura foi morna, misturada com coisas às vezes empolgantes e muito mais tempo café-com-leite, tinha alguns capítulos que me perguntava quando iria terminar, fiquei com a sensação de que se as cenas fossem mais curtas, poderia ter curtido mais, senti que muitas vezes a autora esticou alguns momentos para render páginas e páginas, se fosse ao contrário poderia não ter tido essa sensação.

Alguns momentos de batalha estavam confusos e mal explicados, mas também são os melhores pontos da história. Apesar da elaboração das cenas precisar de um corte cola e aumentar ou melhorar alguns itens, percebemos que a autora se preocupou com essas partes e ela não quis dizer que a gente chega, vence e vai embora. Não, as cenas são cheias de traições, revelações e mudanças no rumo da história.

Nunca encarei esse livro com alguma pitada de romance, apesar de no anterior ter uma leve inclinação para esse assunto. Acabei não curtindo a forma como isso foi tratado nesse livro. Ficou meio forçado como se precisasse dar um final romântico para alguns personagens e essas cenas caiam de paraquedas em momentos mais estranhos possíveis.

De modo geral, a série tem elementos que me prenderam para seguir pelos três livros, mas em relação ao primeiro, esperava bem mais nessa finalização. As piadas, tiradas rápidas e outras coisas que marcaram muito o primeiro livro se perderam em suas continuações.

>>> Já conhece as outras redes sociais do blog? Clique e seja bem-vindo <<<

Share:

0 comentários