POISON BOOKS - Amy & Matthew(Cammie McGovern)

Em 27 fevereiro 2015
Autor:  Cammie McGovern
Tradutor: Raquel Zampil
Editora: Galera Record
Série: Não
Temas: Romance, Comportamento, Jovem-Adulto,
SINOPSE - Amy & Matthew - Amy e Matthew não se conheciam realmente. Não eram amigos. Matthew sabia quem ela era, claro, mas ele também sabia quem eram várias outras pessoas que não eram seus amigos.Amy tinha uma eterna fachada de felicidade estampada em seu rosto, mesmo tendo uma debilitante deficiência que restringe seus movimentos. Matthew nunca planejou contar a Amy o que pensava, mas depois que a diz para enxergar a realidade e parar de se enganar, ela percebe que é exatamente de alguém assim que precisa.À medida que passam mais tempo juntos, Amy descobre que Matthew também tem seus problemas e segredos, e decide tentar ajudá-lo da mesma forma que ele a ajudou.E quando a relação que começou como uma amizade se transforma em outra coisa que nenhum dos dois esperava (ou sabe definir), eles percebem que falam tudo um para o outro... exceto o que mais importa.


>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“Os e-mails de Amy começaram no fim de julho e continuaram chegando durante todo o verão”

RESENHA<<<
O que falar desse livro? Ele é daqueles que abalam nosso mundinho ‘cor-de-rosa’, nos jogam em uma dura realidade, mas ao mesmo tempo mostram como a vida é bela e que as vezes o simples é difícil de enxergar e entender e que nem sempre aqueles que estão sorrindo estão realmente felizes.

Ok, comecei poética demais essa resenha, mas a mistura de sentimentos que tive ao finalizar ‘Amy & Mathhews’ foi bem impressionante, ao longo das páginas eu alternava para alegria, um leve toque de raiva, algumas lágrimas, momentos esclarecedores, queria mandar mensagem para os amigos. Sim, poucos livros mexeram tanto comigo, assim de cabeça, só ‘Linguagem das Flores’ me vem à mente na mesma vibe.

A protagonista Amy se esconde atrás de uma atitude mega positiva, ela tem uma doença degenerativa que a faz andar com auxilio, falar por meio de um computador e é considerada uma ‘aberração’ pelos colegas da escola. Pode ser inteligente, amigável, mas durante todo ensino médio não fez nenhum amigo, pois vive cercada de tutores. Mas debaixo de todos esses problemas tem uma menina de 16 anos de idade que tentar viver a vida da melhor forma que pode.

Já Matthews, a princípio não tem nenhum problema físico, mas isso não quer dizer que ele seja perfeito, tudo parece ser demais para ele e junto com Amy vai tentar passar pelo tão temido ensino médio e aos poucos a gente descobre, que talvez Mat seja mais limitado do que a nossa protagonista. Coisa que os dois só percebem porque são observadores dos colegas.

Se prepare para rir, chorar, emoções e quem sabe alguns conceitos mudem na sua cabeça (eu torço que sim!), a autora soube conduzir em suas páginas essa história com sentimentos tão conflitantes. Ela não amenizar a dor de Amy ou sua família, mas também mostra que quem quer e corre atrás consegue alcançar algumas coisas e talvez aquela máxima que ‘quem tem amigos, tem tudo’. O relacionamento de Amy e Mat é uma coisa lindamente construída aos poucos, nada desse ‘pam-pum’, olhei e me apaixonei que a gente vê por aí.

A narrativa é boa, flui bem, e nos reserva surpresas, daquelas que a gente acha que sempre vai ser igual, mas espere algumas revelações ao longo das páginas e o mesmo vale para a própria história e outros personagens que são interessantes e aparecem aos poucos no livro. Nem todos são fundamentais, mas eles sempre trazem uma pérola de sabedoria.

Para quem quer curtir algo com muitas emoções e ganhar uma sacudida e ampliar o mundo, indico e muito a leitura, acho que todos irão se apaixonar.

>>> Já conhece as outras redes sociais do blog? Clique e seja bem-vindo <<<