POISON SERIES - A to Z

Em 28 outubro 2014
Final de mês e dia de seriados ;)
Confesso que ando preguiçosa com essas crianças, muitos eu começo e acabo desistindo, ou fico tão atrasada que sei lá o que devo pensar deles, por isso que quando sai algo com 20 minutos eu sempre tento dar uma chance e me manter atualizada e a série desse mês é dessas curtinhas e ‘cute’ sobre o amor.

Para saber mais:
Andrew e Zelda são um casal que quase não foi - desde o primeiro encontro. Andrew é um romântico incurável, que sonha em encontrar "a mulher certa". Zelda cresceu com uma mãe hippie que acredita que o universo proveria tudo que fosse necessário, e tornou-se uma prática advogada que prefere o mundo controlado dos namoros virtuais. Quando uma falha no sistema de computadores coloca Zelda em contato com alguém totalmente incompatível, ela é convidada a uma reunião no escritório do site, onde Andrew trabalha. É quando tudo começa e, apesar das diferenças, algo acontece. Ela acha que é acaso. Ele acha que é o destino. E então, será que é amor eterno ou apenas um desvio no caminho dos dois? (fonte: Adoro Cinema)

Personagens Principais:
Ben Feldman >>> Andrew Lofland
Cristin Milioti >>> Zelda Vasco
Henry Zebrowski >>> Stu
Lenora Crichlow >>> Stephie
Hong Chau >>> Lydia
Parvesh Cheena >>> Dinesh
Katey Sagal >>> Narrador

Trailler da Série:



RESENHA<<<
A série ‘A to Z’ não é original, inovadora ou algo que a gente nunca tenha visto por aí (aliás, ultimamente coisas originais andam em falta, vamos combinar...), mas como ela trata de relacionamento e um dos protagonistas trabalha em uma empresa que junta casais tipo um ‘ParPerfeito’ e sites afins. É engraçado olhar o funcionamento de uma firma desse tipo (de que de uma forma ironizada, claro) e como os funcionários veem tudo que acontece com a firma e as relações amorosas.

Cada episódio tem uma letra e um significado como pano de fundo e como essa situação se ajusta ao novo relacionamento. Se ela pode ser bacana ou não, se parece muito cedo para chamar o novo namorado ou é melhor por enquanto manter a magia.

E como toda boa série de relacionamentos não poderia faltar os amigos do casal, eles são uma coisa à parte, talvez eles sejam mais engraçados, nonsense e os que fazem as coisas mais doidas através de redes sociais e perfis.

A série é leve e rápida de ver, nada como aqueles 20 minutinhos de alegria. E ela acaba sendo uma série bem atual, já que a maioria das situações giram sobre encontrar alguém, pesquisar nas redes sociais e como levar esse ‘jogo’, onde desde montar perfis interessantes são apresentados com tom de brincadeira, bem como a obsessão que todos têm por fuxicar pela internet tudo a respeito do outro.

Não tenho certeza de como essa série vai ser levada. Afinal se for como indicam os episódios, onde cada um é uma letra do alfabeto, teríamos apenas 26 (lembrando que em inglês há letras como K, W e Y) e isso pode significar que não haverá outras temporadas ou eles podem dividir em 2 com 13 epis cada uma e de repente seguir com coisa nova. Por enquanto certo mesmo temos 10 episódios. Tudo vai depende da audiência, ela que determina o que fica e o que termina.

>>>Nas redes sociais há mais venenos <<<