POISON BOOKS - Longe de você (Emily Hainsworth)


Autor: Emily Hainsworth
Tradutor: Sabrina Garcia
Editora: Galera Record
Série: Não
Temas: Jovem-Adulto, Relacionamento, Comportamento, Outros
SINOPSE Camden Pike tem uma surpresa ao retornar ao local do acidente que matou Viv, sua namorada: ele encontra uma garota exatamente igual a ela. Nina vem de uma realidade paralela onde Viv está viva – mas não é bem Viv. Mas Cam está disposto a mantê-la ao seu lado. Mas eles fizeram escolhas bastante distintas em suas vidas, e quando Nina revela um segredo perigoso, fica claro que a Viv que Cam amava não é a mesma pessoa que ele reencontra. Mas será que ele conseguirá escolher entre essas duas realidades?


>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“É o mesmo sonho que tenho tido nos últimos dois meses – Viv fugindo dos cacos de vidros e do fogo, a reisada dela ecoando pela noite.”

RESENHA<<<
A ideia desse livro foi um dos fatos que me chamaram atenção para leitura, afinal se você pudesse visitar uma realidade paralela e lá tivesse tomado outros rumos, será que isso seria bom ou ruim? E determinadas coisas se manteriam as mesmas ou mudariam? Seu futuro seria melhor ou pior?

O personagem Cam começa bem apagado e a história em si não nos agarra logo nas primeiras páginas, é preciso caminhar devagar e sempre na leitura e tentar entender porque esse blábláblá misterioso e aparentemente sem sentido está fazendo ali, mas quando essa possibilidade da nova realidade surge, a história ganha um ritmo e direções bem diferentes do que esperávamos no início.

Com duas dimensões, alguns personagens existem e outros não e alguns melhoram e outros pioram, foi muito bom ver esse choque de realidade e tentar entender quem é quem e talvez porque tenha ficado assim. Porém, o protagonista não brilha tanto quanto os demais, ele parece e se mantem como um personagem secundário, do que realmente um protagonista.

A narrativa começa meio tímida e sem graça, mas com a mudança no rumo da história, ela se torna mais interessante, temos um ‘clique’ que nos faz querer seguir em frente e saber o quando, onde e porque aquilo está acontecendo. No geral há uma boa melhora, diria que um pouco antes da página 100 temos essa mudança e isso melhorou bastante.

O enredo apesar de diferente e com uma pitada original, mas tiveram momentos que ele estava confuso, não ruim, mas mal elaborado, como se a autora esquecesse que na cabeça dela tudo está ok, mas nós não estamos lá e ela poderia ter elaborado as coisas um pouco mais, oferecido alguns detalhes mais interessantes, bem como explicações mais elaboradas.

O pensar do ‘como minha vida teria sido se...’ foi o grande diferencial e ver isso, ver as mudanças de comportamento de alguns personagens, como eles lidaram com traumas e incertezas em alguns momentos foi um choque, porque tem coisas bem diferentes, em outros foi mais do mesmo e as vezes era até esperado.

Uma pitadinha de mistério sobrenatural no meio de algo real e forte, como superar a perda de alguém e uma grande tragédia, em meio ao famoso e atormentador ‘e se...’



Esse post faz parte da #SemanaGaleraRecord

>>>Nas redes sociais há mais venenos <<<

Share:

0 comentários