POISON BOOKS - Ruby in the Dust [O Amor Numa Xícara de Chá] (Julie Farrell)

Em 17 setembro 2014

Autor: Julie Farrell
Tradutor: Andréia Barboza
Editora: Charme
Série: Não
Temas: Adulto, Comportamento, Relacionamento, Romance
SINOPSE: Nicky tem um segredo. Ela fugiu de Hamburgo aos quinze anos, e encontrou refúgio na pacata Maidenhead, onde seu café, Ruby in the Dust, tornou-se um sucesso. Mas agora, conforme Maidenhead se moderniza e o Corporista Café engole a cidade, Nicky está perdendo sua renda e tem uma ameaça de despejo. Com todas estas preocupações martelando em seu coração, ela certamente não está à procura de amor. Quando Alex entra em sua vida com promessas para ajudá-la a transformar seu negócio em algo lucrativo, Nicky se mantém cética. Mas há mais em Alex do que o idiota que ele parece ser. Quando o senhorio desagradável de Nicky desafia Alex a salvar o Café em três meses, Alex não consegue resistir, e eles fazem uma aposta que pode acabar custando caro a Alex. Pode Nicky colocar o orgulho de lado e trabalhar com Alex para salvar Ruby in the Dust, antes que ele se torne mais um café empresarial? E ela pode superar o seu grave segredo, e se permitir apaixonar por Alex, mesmo que isso signifique enfrentar seus medos mais profundos? Aconchegue-se com uma xícara de chá, e desfrute do calor do Ruby in the Dust!


>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“Zach sentou-se no banco do lado de fora da Marks & Spencer, esperando.”

RESENHA<<<
Os news adults (ou Novo Adulto em português) estão na mesma vibe de Distopia, você não quer ler, mas praticamente só esse tema tem sido publicado pelas editoras =/, a vantagem do livro de hoje é que ele não é série (outro erro desse gênero) hoje em dia são poucos livros que tem histórias para seguir séries grandes e aí acabam se tornando repetitivos.

A sinopse me encantou, mistérios, café e uma vibe mais interessante e logo fui tentar ler, mas a sinopse realmente foi escrita a dedo, porque a história fica e muito a desejar. Os personagens são bem chatinhos, contraditórios e de certa forma rasos, a autora pegou Alex seu bad boy (que de bad boy não tem nada) e o transformou em um cara chato, bêbado e irritante, chegou a um ponto que toda vez que ele aparecia eu queria que aquele capítulo terminasse logo.

Outra coisa chatinha foi o fato deles querem ser engraçadinhos, eu não tenho nada contra, adoro inclusive essas piadinhas que algumas pessoas acham que são bobas ou ‘escrotas’, mas é preciso saber escrever. E quando isso não acontece, seu personagem apenas parece aquele famoso ‘wanna be’, ou seja, aqueles que querem ser algo, mas nunca chegam lá ou conseguem.

Em termos de história, a mesma é enorme, mas não tem foco. O livro fala de um segredo, que realmente só aparece em 3/4 capítulos no máximo e isso de forma espaçada, parece que a autora tinha isso em mente, mas infelizmente não levou a história por aí e até que o tal segredo é bom, mas ficou mal posicionado e quando de fato ele aprece, você acaba não sentindo o impacto desejado por ela, ficou uma coisa corriqueira, sem graça.

O outro item interessante era o café ser minimalista e de repente a gente ter uma grande cadeia de café na cidade, esse assunto (que aparece na sinopse logo de cara), só apareceu em mais de 60% de leitura (li no kindle), ou seja, depois de mais da metade do livro falando de mil outras coisas, ela puxou o assunto que estava na sinopse e achei que iria aparecer logo. Faltou foco!

A narrativa da autora não me agradou muito, achei bem cansativa de ler, mas a ideia geral da história era boa e continuei, talvez o ritmo lento de leitura tenha sido devido as coisas mencionadas anteriormente, e com certeza isso prejudicou bastante a leitura, tem muitos pontos soltos irritantes que por mais que a gente faça vista grossa, fica difícil seguir em frente amando.

Resolvi deixar esse item por último, porque não tem a ver com erros/revisão, mas influencia na forma da leitura, sabe quando você lê aquilo em voz alta (alguma cena/passagem) e vê que a pontuação está estranha? Era para ser exclamação e está ponto final, interrogação e tem uma vírgula e coisas assim? Isso foi algo que me fez ficar em duvidas em varias cenas, tipo não entender se os personagens estavam gritando, se emocionando, perguntando e por aí vai e olha, essa coisa de pontuação trocada faz uma diferença danada na hora da leitura.

>>>Nas redes sociais há mais venenos <<<